O Banco Central (BC) lançou nesta segunda-feira o “BR Code” que deve substituir o QR Code tradicional em pagamentos por celular em maquininhas , por exemplo. As empresas têm até seis meses para se adequarem ao novo padrão.

Por novo coronavírus, as unidades do Sesc em São Paulo serão fechadas

Atualmente, o consumidor já pode pagar, em alguns casos, utilizando um aplicativo de banco ou fintech apenas direcionando a câmera para um QR Code disponibilizado pelo comerciante na máquina de cartão de crédito. Neste caso, o QR Code vai substituído pelo BR code.

QR Code
Istockphoto
QR Code



Segundo o BC, o novo padrão deve aumentar a transparência para os usuários, melhorar o acesso à informação e a competição no setor. A partir da implementação do BR Code, os prestadores de serviço vão ter que informar qual arranjo de pagamento (po rexemplo, a bandeira do cartão ou fintech) está sendo utilizada naquela compra.

Com a unificação do código, o BC espera fomentar a competição no setor, facilitando a escolha do arranjo de pagamento tanto para o vendedor como para o consumidor.

“O QR Code , como mecanismo de iniciação de pagamentos comum a diferentes tipos de arranjos de pagamento, deve ser ofertado de forma padronizada, de modo a facilitar a interoperabilidade, a internacionalização e a propiciar maior eficiência aos pagamentos de varejo”.

    Veja Também

      Mostrar mais