Brasil Econômico

alagamento
Antonio Cicero/PhotoPress/Agência O Globo
Shoppings também sofreram impactos das fortes chuvas na cidade de São Paulo e Osasco

Os lojistas de shoppings também sentiram as consequências das fortes chuvas que estão atingindo Sâo Paulo desde domingo.

A  Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) lamentou por nota os "alagamentos, resultado das fortes chuvas que imobilizaram grande parte da cidade de São Paulo"  e "a queda na circulação de pessoas registradas na data de hoje (segunda-feira, 10) pelas limitações de mobilidade na capital", informou.

Já a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) divulgou na tarde desta segunda-feira (10), que pelo menos quatro centros comerciais da capital paulista chegaram a interromper suas atividades. 

Já a Alshop relatou que algumas unidades ficaram sem energia elétrica.  "Alguns estabelecimentos ficaram o dia todo sem energia elétrica além de algumas lojas que sofreram com a perda de mercadorias. Também houve falta de abastecimento de produtos alimentícios de entrega diária, entre outros transtornos", afirmou a Alshop por nota à imprensa.

Terça-feira

As entidades não souberam informar os prejuizos causados pelas chuvas no caso dos lojistas de shopping. Em relação ao horário de funcionamento nesta terça-feira, a Alshop informa que  os estabelecimentos seguirão com o expediente normal, das 10h às 22h.

Aqueles que sofreram com maiores danos estruturais poderão alterar o horário de funcionamento. Entre os shoppings mais afetados estão os próximos das marginais dos rios Pinheiros e Tietê  que transbordaram.

A entidade ainda ressalta que nesta segunda-feira não houve registro de nenhum incidente grave nos estabelecimentos comerciais devido às chuvas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários