Dória inaugura escritório comercial em Dubai
Fotos Públicas
Dória inaugura escritório comercial em Dubai

Uma comitiva com quase 50 empresários, além de secretários de governo e o governador João Dória inaugurou nesta segunda-feira (10), o escritório comercial de São Paulo, em Dubai, no Oriente Médio. Parte de uma intensa missão que teve início na semana passada, o local servirá de catalisador de negócios, com o objetivo de estreitar relações comerciais e facilitar exportações dos produtos paulistas para a Ásia e norte da África.

De acordo com o governador, o projeto está ligado ao plano de desestatização do Governo do Estado. "Os Emirados Árabes, ao longo dos últimos 20 anos, fizeram um trabalho muito consistente como núcleo financeiro e de distribuição. Eles possuem o Porto de Dubai, maior porto da região, além do aeroporto de Dubai, que tem a melhor estrutura operacional, o que faz com que tenham se tornado essenciais para quem quer vender e ampliar os resultados de exportação para o Oriente Médio", avalia.

O escritório é o segundo a representar São Paulo no exterior - o primeiro está localizado em Xangai, na China. Distribuído em uma área de 133 m2, o escritório possui recepção, duas salas e uma área com estações de trabalho. Apenas os funcionários serão pagos pelo governo do estado de São Paulo. Já a infraestrutura e o aluguel contarão com financiamento do governo de Dubai. A direção do escritório ficará por conta de Silvia Pierson, que já chefiou as operações internacionais da Apex-Brasil (Agência Brasileira de promoção de Exportações e Investimentos), em Miami.

Veja também: Dólar fecha a R$4,32 nesta segunda-feira e bate novo recorde 

Você viu?

Os principais investimentos esperados são no setor de infraestrutura, como privatizações e concessões de portos, rodovias, ferrovias, aeroportos regionais, licitações de novas linhas do metrô e trens urbanos, além da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Além do escritório comercial, a missão também resultou numa parceria que deve levar 10 startups (empresas de inovação tecnológica) paulistas a Abu Dhabi. O acordo foi firmado em encontro com o ministro de assuntos econômicos, Ahmed Ali Al Sayegh, que também preside a ADGM - Abu Dhabi Global Market, centro financeiro internacional, na capital do país. A escolha das empresas será definida até abril e as selecionadas terão acesso à capacitação técnica, financiamento e apoio regulatório para exportação.

Veja também: Rodrigo Maia espera aprovar reforma administrativa ainda no primeiro semestre

O ministro prometeu ainda investimentos em fintechs (empresas de tecnologias do setor financeiro) e no agronegócio, infra-estrutura rodoviária, ferroviária, metroviária e aeroportuária de São Paulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários