Brasil Econômico

bill gates e melinda gates
Reprodução/Facebook
Bill e Melinda Gates anunciaram doação de US$ 100 bilhões para combate ao coronavírus

A Fundação Bill e Melinda Gates anunciou nesta quarta-feira (5) que vai doar US$ 100 milhões para o combate ao novo coronavírus, que surgiu na China, se espalha e já matou 563 pessoas, segundo a última atualização chinesa .

Leia também: Coronavírus: casos sem sintomas representam risco ainda maior

"Organizações multilaterais, governos, setor privado e organizações filantrópicas devem trabalhar juntas para conter a epidemia, ajudar os países a proteger seus cidadãos mais vulneráveis e acelerar o desenvolvimento de ferramentas para controlar a epidemia", declarou Mark Suzman, diretor-geral da Fundação Gates .

Do total que será doado, 10%, ou seja, US$ 10 milhões, foram anunciados em janeiro pela fundação. Do montante total, vinte milhões serão destinados a instituições como a Organização Mundial de Saúde ( OMS ), Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos e China e ainda a Comissão Nacional de Saúde da China.

Outros 20 milhões de dólares serão destinados às autoridades responsáveis pela saúde pública de países do Sudeste Asiático e da África Subsaariana, regiões mais afetadas por epidemias recentes, tais como a pandemia do H1N1 , em 2009.

Leia também: Fabricantes de cigarros podem pagar gastos de tratamento no SUS

A maior parte do dinheiro (US$ 60 milhões) doado pela companhia que tem como mandatários Bill Gates , ex-homem mais rico do mundo e que atualmente ocupa a segunda colocação no ranking, com fortuna estimada em US$ 117 bilhões, segundo a Bloomberg , e Melinda Gates , ex-gerente geral da Microsoft, será destinada à pesquisa de vacinas, tratamentos e ferramentas de diagnóstico da doença.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários