Bolsa sobe aos 117 mil pontos e dólar opera em queda nesta quarta-feira (5)
Divulgação/HC Investimentos
Bolsa sobe aos 117 mil pontos e dólar opera em queda nesta quarta-feira (5)

O Ibovespa, índice de referência da Bolsa de São Paulo (B3) opera com alta de 1,6% nesta quarta-feira (5), aos 117.406 pontos. No câmbio, o dólar comercial recua 0,35%, a R$ 4,239. O que impulsiona o mercado acionário brasileiro nesta quinta é a expectativa dos investidores em relação à decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic.

Leia também: Inflação foi menor para famílias de baixa renda em janeiro, aponta FGV

De acordo com sondagem da agência Bloomberg , o mercado enxerga 85% de chance de um corte de 0,25 ponto percentual na Selic, renovando o piso histórico da taxa: de 4,5% para 4,25% ao ano. Com os juros mais baixos, a projeção é de uma Bolsa mais forte.

"Os juros baixos favorecem as empresas como um todo, especialmente o setor imobiliário. Além disso, com os juros baixos, mais pessoas tendem a entrar no mercado de renda variável, em busca de mais retorno financeiro para seus investimentos. O mercado enxerga uma grande possibilidade de um novo corte na Selic nesta reunião do Copom, por isso vemos a alta forte do Ibovespa neste pregão", avalia Maurício Pedrosa, estrategista da gestora Áfira.

Na agenda externa, os estímulos monetários promovidos pelo Banco Poular da China (BPC, a autoridade monetária do país) surtiram efeito tanto localmente quanto nas Bolsas globais. Em dois dias, o BPC injetou US$ 242 bilhões na economia.

Leia também: Bolsonaro desafia governadores e promete "troca" por combustíveis mais baratos

O índice chinês CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,1%. Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 1,02%. O cenário de ganhos é visto na Europa também. O FTSE (Londres) sobe 0,65%. O CAC (Paris) e o DAX (Frankfut) avançam, respectivamente, 0,94% e 1,27%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários