Uber
shutterstock
Uber suspendeu usuários por contato com motoristas na Cidade do México

A Uber suspendeu neste sábado (1°) 240 contas de usuários na Cidade do México, no México, que teriam tido contato com dois motoristas que transportaram um suspeito de estar infectado pelo coronavírus.

Leia também: Filipinas é primeiro país a confirmar morte por coronavírus fora da China

Até o momento, o México não confirmou casos positivos do coronavírus em seu território, mas relatou nove suspeitos - dois deles na capital - que foram descartados após vários testes. Na China, a epidemia já deixou 304 mortos e milhares de infectados.

No comunicado, o Uber afirmou que foi alertado pelo Ministério da Saúde local na sexta, dia 31 de janeiro, sobre a possibilidade de um usuário da plataforma ser um possível portador do coronavírus.

A empresa explicou que dois motoristas possivelmente levaram o suspeito em viagens pelo aplicativo. Os colaboradores da companhia tiveram contato com outros 240 usuários, estes bloqueados neste sábado.

A Uber disse que entrou em contato com os motoristas e com os 240 usuários para alertar sobre a desativação temporária de suas contas, recomendando que elas entrem em contato com autoridades de saúde caso precisem de mais informações sobre a infecção ou apresentarem sintomas da doença.

Leia também: Sobe para 16 o número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Na quinta, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou status de "emergência internacional de saúde" para o surto, que começou em Wuhan, capital da província chinesa de Hubei, na China. A medida atribui várias responsabilidades aos países e havia sido adotada apenas cinco vezes desde a criação do dispositivo, em 2005.

Mais de 50 milhões de chineses estão isolados em suas cidades, depois da imposição de quarentenas e/ou restrições às redes de transporte em outras quatro localidades. Ao todo, dez prefeituras adotaram medidas de confinamento na província de Hubei , cuja capital é Wuhan .

Ao todo, 22 países — além da China — confirmaram casos de coronavírus em seus territórios nacionais: Japão, Malásia, Cingapura, Coreia do Sul, Tailândia, Vietnã, Nepal, Camboja, Sri Lanka, Austrália, Filipinas, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Espanha, Finlândia, Itália, Reino Unido, Suécia, Rússia e Emirados Árabes Unidos.

Leia também: "Mundo desmoronando": isoladas, mãe e filha vivem drama por causa do coronavírus

Companhias aéreas têm cancelado voos para a China — a inglesa British Airways suspendeu todas as reservas para o país até março — e governos como os do Japão, Estados Unidos, Austrália e Inglaterra têm retirado seus cidadãos de Wuhan . Além disso, objetos como fones de ouvido e cobertores, além de comida quente, foram cortados em diferentes trajetos aéreos.

    Veja Também

      Mostrar mais