Tamanho do texto

Gestão estadual reúne especialistas do Sebrae para auxiliar os moradores da favela a abrir ou ampliar o próprio negócio

O investimento previsto é de R$ 250 milhões em um grande pacote de obras e serviços em Paraisópolis, zona sul da capital arrow-options
Reprodução/Facebook
O investimento previsto é de R$ 250 milhões em um grande pacote de obras e serviços em Paraisópolis, zona sul da capital

O Governo de São Paulo inaugurou na quinta-feira (17) o primeiro mutirão do projeto Empreenda Rápido, em Paraisópolis, na zona sul da capital paulista. A gestão estadual reúne especialistas do Sebrae para auxiliar os moradores da favela a abrir ou ampliar o próprio negócio.

Essa ação faz parte do Projeto Comunidades, anunciado pelo governador João Doria em dezembro do ano passado, após a tragédia que deixou nove mortos durante um baile funk. De acordo com o líder comunitário Gilson Rodrigues, os moradores de Paraisópolis serão os maiores beneficiados.

Governo de SP afasta mais 32 PMs envolvidos em operação em Paraisópolis 

“Para nós é uma iniciativa super importante. Paraisópolis acredita muito no empreendedorismo, porque o morador é o agente de sua própria transformação. Já provamos, a partir de dados concretos, que a economia quando impulsionada na comunidade, ajuda a desenvolver, gerar empregos e oportunidades", diz Gilson. 

De acordo com a gestão, o governo e a prefeitura de São Paulo investiram R$ 250 milhões no projeto em mais de 30 ações integradas pelo poder público. O dinheiro será utilizado para ações de lazer, cultura e serviços na segunda maior favela do estado.

“Inicialmente, o Projeto Comunidade será implantado em Paraisópolis e Heliópolis e depois replicado em outras comunidades com as mesmas características. O Projeto Comunidade será modelo para todas as regiões de nosso estado”, afirmou o governador João Doria durante o lançamento da iniciativa, na quinta (17).

À frente da secretária de desenvolvimento econômico do Estado, Patrícia Ellen, revela que o projeto alimenta o espírito empreendedor de quem vive em Paraisópolis. "Trazer o Empreenda Rápido para cá tem um simbolismo muito grande. Paraisópolis é uma das comunidades mais empreendedoras da cidade e do Estado. Hoje, são 12 mil estabelecimentos, empresas abertas funcionando aqui, e mais de 20% da população que mora na comunidade trabalha aqui também", pontua. 

Mortes em baile de Paraisópolis aconteceram por asfixia mecânica, apontam laudos

Posto de atendimento do Banco do Povo

Além do mutirão de serviços do Empreenda Rápido, a secretaria promete inaugurar um posto de atendimento do Banco do Povo na União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis.

Na unidade, os empreendedores vão contar com linhas de crédito que têm taxas de juros a partir de 0,35% ao mês. O programa credita valores para capital de giro e investimento fixo, como a aquisição de mercadorias em geral, matérias-primas, máquinas, ferramentas, equipamentos, veículos e até mesmo itens para publicidade e divulgação do empreendimento.

Saiba as condições de financiamento de crédito pelo Banco do Povo

Os empreendedores formais (pessoas jurídicas – MEI e ME) e informais (pessoas físicas) poderão realizar os empréstimos nas seguintes condições:

– Não ter restrição de nome no Cadin e Serasa;

– O crédito deverá ser solicitado no município onde está localizado o negócio;

– Pessoa física informal deverá ter no mínimo 2 anos de residência no local onde se encontra o negócio.

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo