Presidente Jair Bolsonaro já tinha defendido a ideia de aumentar o limite de isenção do Imposto de Renda
Alan Santos/PR
Presidente Jair Bolsonaro já tinha defendido a ideia de aumentar o limite de isenção do Imposto de Renda

O presidente Jair Bolsonaro defendeu, neste sábado (21),  a ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda (IR) para R$ 3 mil.

Ele afirmou que a equipe econômica estuda a mudança e que a análise está "na reta final". Atualmente, quem ganha até R$ 1.903,98 não precisa entregar o formulário à Receita Federal.

Guedes descarta retorno da CPMF, mas confirma que estuda criar novo imposto

Segundo Bolsonaro, o aumento desse teto seria uma medida importante de "desburocratização", que evitaria trabalho desnecessário à Receita e ao contribuinte.

"Quem paga imposto de renda nessa faixa, quando vai prestar (declaração), em março ou abril do ano que vem, ele tem nota fiscal, abate, ele recupera tudo de volta ", afirmou Bolsonaro.

Você viu?

"Se a gente pode evitar essa mão-de-obra enorme para a Receita , para o cara que às vezes tem que procurar um vizinho, um filho, tem dor de cabeça para fazer essa declaração de imposto de renda, passa o limite para três (mil reais)", acrescentou.

Imposto de renda: Receita libera nesta segunda último lote de restituição do ano

 O presidente destacou que considera "ideal" um limite de R$ 5 mil , mas que, nesse caso, o impacto seria "muito grande" na arrecadação.

"Está em dois (mil reais) agora, se passar para três (mil reais), já começa a sinalizar realmente uma desburocratização ", avaliou.

Reforma tributária: unificar impostos está separando governo e Congresso

 Ele disse ainda, ao comentar a proposta de aumento do limite de isenção do IR , que pega determinadas ideias "do povo" e leva para a equipe econômica, que faz os estudos e aponta os motivos de aprovar ou não.

Segundo o presidente, se sempre ouvisse "sim" dos auxiliares, desconfiaria.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários