Prefeito de Lago Verde (MA) decretou preços fixos para a carne bovina nos açougues do município
shutterstock
Prefeito de Lago Verde (MA) decretou preços fixos para a carne bovina nos açougues do município

Francisco Clidenor (Cidadania), prefeito de Lago Verde, município situado no interior do Maranhão, baixou um decreto que fixa os preços da carne nos açougues de toda a cidade. Segundo a decisão, o quilo da carne com e sem osso não pode passar de R$ 12 e R$ 15, respectivamente.

Leia também: Exportações de carne podem ter resultado recorde em 2019

O secretário de Fazenda do município, Geyson Aragão, explicou ao jornal O Estado de S. Paulo que ter somente dois preços para a carne bovina é uma "questão cultural" na cidade de cerca de 16 mil habitantes e que todos os açougues cobram o mesmo preço.

decreto fixou preço da carne
Reprodução
Francisco Clidenor, prefeito de Lago Verde (MA), decretou preço fixo para a carne bovina no município

Aragão disse ainda ao Estado que "Nós sempre temos reuniões para definir a questão do preço, mas por meio de reunião, nunca de decreto ". O secretário, que afirma estar fora do município por problemas de saúde, disse ter se espantado com a decisão do prefeito, que não teria passado por seu aval. "Eu falei que ele (prefeito) não poderia ter feito isso por decreto", afirmou.

O secretário disse ainda que deve se reunir com o prefeito para pedir a revogação da medida, que, segundo ele, repercute em todo o Maranhão e não está sendo seguida no município. Apesar de o decreto já ter sido publicado, a prefeitura não tem o poder para mandar fiscais aos açougues para verificar se o preço tabelado está sendo seguido.

Leia também: Disparada da carne eleva estimativa de inflação para este ano

Aragão explicou ao Estado que conversou com os donos de açougue para entender a alta do preço da carne e que as razões diferem do restante do País. Segundo ele, "não está tendo boi. Os criadores não vendem a carne. E quando vendem, é com um preço alto". Esse efeito, consequentemente, chega aos açougues e ao consumidor final.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários