Tamanho do texto

Horas após publicar capa de livro de economista brasileira para ironizar novo ministro da Economia da Argentina, a publicação “Valsa Brasileira”, da economista Laura Carvalho, se tornou uma das mais vendidas na Amazon

livro e mulher de fundo arrow-options
Maria Erlich Fotografia / Facebook de Laura Carvalho
Para criticar ministro da Economia argentino, Bolsonaro publicou foto de livro nas redes sociais

Ao tentar criticar o novo ministro da Argentina para seus seguidores no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro acabou fazendo propaganda de um livro de economia considerado por ele como “esquerdista” na noite da sexta-feira (6).

"Ministro da Economia da Argentina, Martin Guzmán, recomenda o livro da Laura Carvalho, economista do PSOL na última campanha", afirmou Bolsonaro, postando uma foto da capa do livro “Valsa Brasileira: do boom ao caos econômico”.

Leia também: Que amigo é esse? Veja as "rasteiras" que Trump já deu em Bolsonaro

Nos comentários, alguns apoiadores pediam que o presidente indicasse obras como as do filósofo Olavo de Carvalho ou parasse de “picuinhas”, mas outras pessoas elogiaram o trabalho da docente da USP e a propaganda feita pelo presidente. "Valeu pela dica, comprando aqui", afirmou um internauta.

Após a publicação de Bolsonaro, a própria Laura Carvalho utilizou as redes sociais para mostrar incredulidade diante da propaganda gratuita feita pelo presidente. “Esse momento é meu”, brincou a professora da USP. Poucas horas depois, o livro disparou no número de vendas online e se tornou a 51ª publicação mais vendida na Amazon.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) utilizou as redes sociais para fazer brincadeira com o deslize de Bolsonaro. ""Tem horas que só rindo. Sobrou até para Laura Carvalho, que virou 'economista do PSOL'. Temos orgulho de ter contado com suas contribuições na formulação do programa que apresentamos ao paós nas eleições de 2018", afirmou o partido. 

Veja publicação do presidente: