Tamanho do texto

De acordo com Secretaria da Fazenda, carga é estimada em 3 milhões

caixas arrow-options
Foto: Divulgação
As equipes de fiscalização percorreram 159 alvos em 45 municípios de São Paulo

O balanço realizado pela Secretaria Estadual da Fazenda e Planejamento sobre a megaoperação pré Black Friday resultou na apreensão de mais de 30 mil itens , estimados em R$ 3 milhões , em três dos alvos diligenciados.

Entre os produtos apreendidos estão tablets, cerca de 200 celulares e mais de mil smartwatches de uma fabricante chinesa.

As equipes de fiscalização percorreram 159 alvos em 45 municípios de São Paulo. Ainda de acordo com a secretaria, não foram localizados 54 estabelecimentos em seus endereços cadastrais e esses tiveram suas inscrições estaduais suspensas.

Os contribuintes encontrados foram notificados e terão de comprovar a origem das mercadorias comercializadas e nas situações com importação, em caso de não comprovação, as empresas serão autuadas e deverão recolher o ICMS incidente para o estado.

Os trabalhos realizados na quinta-feira (28) foram divididos em duas ações. A primeira, envolvendo R$ 675 milhões em vendas irregulares de produtos eletroeletrônicos comercializadas em plataformas digitais (marketplaces).

Em ação simultânea, outras equipes de fiscalização foram a contribuintes que fizeram operações de importação de mercadorias de portos e aeroportos de outras unidades da Federação, mas que podem ter sonegado cerca de R$ 62 milhões de ICMS aos cofres paulistas.

Ao todo, o Fisco paulista mobilizou 180 agentes fiscais de rendas de 16 Delegacias Regionais Tributárias do Estado e contou com o apoio da Policia Civil. As medidas adotadas são importantes frentes para coibir o comércio ilegal, especialmente na véspera do grande dia de descontos e promoções de Natal , conhecido como Black Friday .