Dólar dispara e opera acima de R$ 4,25 nesta terça-feira (26)
Reprodução
Dólar dispara e opera acima de R$ 4,25 nesta terça-feira (26)

O dólar dispara nesta terça-feira (26) e ultrapassa R$ 4,25, um dia após bater novo recorde de fechamento (R$ 4,212), em reação à fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre "se acostumar" com a cotação acima de R$ 4,20 "por um bom tempo".

Leia também: "Não se assustem se alguém pedir o AI-5", diz Paulo Guedes ao criticar Lula

Nesta segunda, após o dólar fechar com sua maior cotação no Plano Real, Guedes declarou que não se preocupa com a alta e que “é bom se acostumar com o câmbio mais alto e juro mais baixo por um bom tempo”, sinalizando que aguarda novo corte da Selic, taxa básica de juros da economia.

A moeda acumula uma alta superior a 5% apenas no mês de novembro. No acmulado deste ano, esse crescimento já beira os 9%. O recorde de fechamento do dólar  na comparação com o o real já havia sido atingido há cerca de uma semana, no dia 18 de novembro, quando a moeda estrangeira subiu 0,32% e encerrou o dia a R$ 4,206. Nesta segunda, o novo recorde, de R$ 4,212, foi atingido após alta superior a 0,5%.

Você viu?

Às 10h10, o dólar comercial operava a R$ 4,253, com uma alta de 0,65%. O Ibovespa , principal indicador das ações negociadas na Bolsa brasileira, cai 0,25%, a 108.423 pontos.

Guerra comercial EUA x China é determinante

As negociações comerciais entre China e Estados Unidos seguem ditando o ritmo do mercado. A expectativa dos investidores era que uma negociação comercial entre os dois paíes colocasse fim a  guerra comercial , que se arrasta desde o começo de 2018.

Leia também: Dólar comercial bate novo recorde nesta segunda-feira e chega a R$ 4,21

Compare o valor do real com outras moedas desde a sua criação, em 1994


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários