Tamanho do texto

Trabalhadores teriam que aderir ao MEI ou recolher o Imposto de Renda. Já se discute a reformulação do programa do Microempreendedor Individual

uber arrow-options
shutterstock
Aplicativos podem ser submetidos a novas regras do governo.

O governo pretende formalizar e cobrar impostos  dos trabalhadores que prestam serviços para aplicativos de internet, como Uber , 99 , Cabify e outras plataformas que fazem conexão com os consumidores, como GetNinjas .

As medidas têm como foco motoristas, entregadores, web designers e profissionais dos ramos de beleza, assistência técnica, consultoria, eventos e serviços domésticos, entre outros. Uma das propostas em estudo pela equipe econômica é cobrar desses trabalhadores Imposto de Renda (IR) ou obrigá-los a aderir ao MEI.

Leia mais: Tente outra vez! Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 3 milhões neste sábado

Em paralelo, já se discute a reformulação do programa do Microempreendedor Individual ( MEI ). Uma das preocupações da área econômica é com as contas da Previdência, pois esses trabalhadores não contribuem para o sistema previdenciário .

Saiba mais sobre a proposta que está sendo estudada pela equipe econômica na íntegra da reportagem , exclusiva para assinantes do GLOBO.