Tamanho do texto

Empresa tem 5 vagas para voluntários participarem de uma missão científica na Antártida; viagem ocorrerá em dezembro e envolve pesquisa ambiental

Antártida arrow-options
Divulgação/Interpoint
Airbnb vai levar cinco voluntários para a Antártida em projeto científico e ambiental

O Airbnb vai selecionar cinco voluntários para participar de uma missão de pesquisa na Antártida.  O projeto é uma colaboração entre a plataforma e o Ocean Conservacy, um grupo de defesa ambiental sem fins lucrativos com sede em Washington, D.C.

Ao chegar na Antártica, os candidatos escolhidos se juntarão à cientista Kristie Jones-Williams para uma missão inédita em dezembro, na qual serão coletadas amostras de neve para avaliar até onde os resíduos plásticos chegaram no interior do continente.

O "Sabático na Antártida", programa de voluntariado do Airbnb, foi lançado na última terça-feira (24) e está aberto para qualquer um . Segundo o Airbnb, não é preciso ter qualificação formal, apenas espírito aventureiro, paixão pelo meio ambiente e, é claro, vontade de se candidatar.

"A maioria das pessoas pensa na Antártida como um continente intocado e isolado, mas evidências recentes mostram que até mesmo os locais mais remotos são afetados pela poluição plástica ", afirma a cientista Kristie Jones-Williams. 

Leia também: Expedição guiada por Amyr Klink leva turista à Antártida por R$ 42 mil

Voluntários receberão treinamento

barco na Antártida arrow-options
shutterstock
Missão na Antártida envolve treinamento para os participantes

Mesmo assim, o processo está longe de ser simples. O primeiro passo será um treinamento de imersão em Punta Arenas, no Chile. Lá serão administrados cursos de glaciologia e amostragem de campo, trabalhos de laboratório e prática com os equipamentos.

Depois, os voluntários irão de avião até o continente gelado, pousando numa pista de gelo azul formada naturalmente no interior da Antártica. Logo depois começarão os trabalhos , coletando e analisando as amostras.

Com a etapa de pesquisa concluída, o roteiro do período sabático ganha um perfil mais turístico , levando os participantes da missão por uma volta pelo continente. Alguns dos pontos pelos quais eles passarão incluem a Drake Icefall, o Charles Peak Windscoop e a Elephant's Head.

Por fim, eles voltarão ao Chile, onde continuarão a estudar suas descobertas, trabalhando junto da Ocean Conservancy para tornarem-se embaixadores da proteção oceânica .

"A parceria com o Aribnb é uma oportunidade incrível para continuar nossa luta contra o plástico e aumentar a conscientização sobre esse problema", afirmou a CEO da Ocean Conservancy, Janis Searles Jones.

Leia também: Empresa britânica oferece até R$244 mil por ano para você testar iates

Como se candidatar? 

Antártida arrow-options
Divulgação/ Stock
Para se candidatar é necessário ter mais de 18 anos e inglês fluente

Para se inscrever a uma das cinco vagas do Sabático na Antártida, preecha esse formulário  . 

Os termos de seleção também estão disponíveis no site. Entre as regras estão ter mais de 18 anos, disponibilidade para viajar para o Chile e a Antártida por um mês, de novembro a dezembro de 2019, disposição para realizar trabalho voluntário como cidadão cientista e falar inglês em nível de conversação.

A seleção final dos cinco cidadãos cientistas será anunciada no dia 30 de outubro. O programa está aberto a residentes nos seguintes países e regiões: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Dubai, Espanha, EUA, França, Hong Kong, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Malásia, México, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Rússia, Singapura, Suécia, Suíça, Tailândia e Taiwan. 

 Primeiro sabático foi na Itália

Antes do Sabático na Antártida o Airbnb realizou o Sabático na Itália, que foi um projeto de regeneração urbana em parceria com a Wonder Grottole que ofereceu a cinco voluntários a oportunidade de passar três meses vivendo na histórica cidade de Grottole, no sul da Itália.

Eles ajudaram a revitalizar uma comunidade que estava à beira da extinção. O programa Sabáticos do Airbnb é desenhado para inspirar as pessoas a aproveitarem parte do seu de folga para retribuir às pessoas e aos lugares ao seu redor.