Brasil Econômico

aeroporto de congonhas
Rovena Rosa/Agência Brasil
Procon-SP vai orientar consumidores nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos sobre cancelamentos e remarcações de voos causados pelo furacão Dorian

Devido ao cancelamento de voos para os Estados Unidos em função do Furacão Dorian , que deve atingir o estado da Flórida EUA), equipes do Procon-SP estarão nesta quarta-feira (4) a partir da 7h no aeroporto de Congonhas e das 7h30 em Guarulhos para orientar e atender os consumidores que enfrentarem problemas com os voos. 

O Procon-SP esclarece que, mesmo não sendo as responsáveis pelos transtornos, é dever das empresas, companhias aéreas ou agências de viagem prestarem assistência para minimizar os problemas.

Furacão Dorian perde força ao se aproximar dos Estados Unidos

Também recomenda que o consumidor que antes de se dirigir ao aeroporto, entre em contato com a companhia para verificar a situação do voo. 

Em face dos problemas gerados pelos cancelamentos, o Procon-SP solicitou as companhias aéreas Latam, Gol, Azul, American Airlines, United e Delta esclarecimentos sobre quais voos foram afetados, bem como as providências tomadas pelas empresas para informação ao consumidor e solução ou alternativas para o serviço contratado.

Família brasileira conta como é passar por furacões nos EUA

Política das aéreas

Em suas páginas, as empresas aéreas publicaram informações sobre os cancelamentos e as políticas de remarcação em função da passagem do furacão Dorian. 

A Latam remarcou ao menos dois voos e informou em seu site que "flexibilizará as regras de remarcação aos passageiros que tenham voos programados de/para o destino entre 30 de agosto e 4 de setembro de 2019".

A Azul cancelou ao menos cinco voos que passavam pela Flórida. A empresa informa que os clientes devem conferir seus e-mails ou entre em contato com a Central de Reservas no telefone (11) 4003-1118 "para efetuar a remarcação sem custo", diz a companhia.

A Gol informa que o "clientes impactados podem solicitar o cancelamento com reembolso integral ou remarcação sem custos, desde que mantenha a mesma origem e destino para voar até 2 dias antes ou até 7 dias depois da data original". A companhia teve pelo menos nove voos cancelados entre 1º e 4 de setembro.

A Delta está oferencendo a alteração dos voos cancelados sem cobrança de taxas. O cliente da companhia aérea também pode cancelar a viagem e usar o valor em um voo futuro. Os passageiros de voos cancelados pela Delta receberão orientações da empresa. 

No caso da  United , está sendo oferecido aos clientes afetados a isenção de diferenças tarifarias para os voos entre os dias 29 de agosto e 4 de setembro para nove aeroportos da Flórida e um nas Bahamas. 

Gol leva multa de R$ 3,5 milhões por anúncio de passagem aérea a R$ 3,90

Uma política parecida está sendo adotada pela American Airlines , que oferece isenção de diferenças tarifárias em 13 aeroportos da Flórida onde atua e que tiveram os serviços alterados em função do furacão Dorian.

Entre as condições  colocadas pela companhia para ter a isenção, estão ter comprado a passagem até 29 de agosto, para viagens entre 29 de agosto e 4 de setembro, poder viajar até 11 de setembro, não alterar origem nem destino e fazer a reserva na mesma cabine ou pagar a diferença. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários