Explosão em bueiro em 2016
Paulo Virgílio/ Agência Brasil
Explosão em bueiro em 2016


BRASÍLIA — A Agência Nacional de Energia Elétrica ( Aneel ) multou a  Light  em R$ 29,5 milhões por conta da explosão de um bueiro da distribuidora. Uma pessoa morreu e dez ficaram feridas com a explosão, ocorrida em setembro de 2016, na Lapa. A multa foi aprovada nesta terça-feira pela diretoria do órgão.

 A Aneel disse que encontrou “não conformidades” no caso. Entre as irregularidades, segundo a agência, estão “não assegurar a segurança das pessoas na prestação do serviço de fornecimento de energia elétrica ”.

Leia também: Funcionários da Light são raptados para restabelecer energia em favela do Rio

"A  ocorrência  de  explosão  em  equipamentos  do sistema  de  distribuição ,  causando  morte de pessoas, não pode ser considerada fato comum ou isolado e representa o descumprimento da  obrigação da concessionária em assegurar a segurança na prestação do serviço, além de indicar falhas na  manutenção e operação dos equipamentos", disse, em seu voto, o diretor da Aneel Rodrigo Limp Nascimento. 

À agência, a Light alegou que classifica a explosão como uma “ocorrência isolada” que estava sendo avaliada pela polícia , “e que não havia qualquer evidência, tampouco certeza, de que a Light dera causa ao acidente, podendo, ter ocorrido, por exemplo, por culpa de terceiros”.

Leia também: Quatro mil bueiros da Light correm risco de explosão, diz Ministério Público

Ainda em 2016, a empresa já havia sido autuada pelo Procon Estadual pela explosão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários