Brasil Econômico

Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR - 5.7.19
Bolsonaro atacou Dilma ao dizer que "Brasil está no fundo do poço por causa dos economistas"

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a dizer nesta segunda-feira (2) que não entende de economia. Após alfinetar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), dizendo que "O Brasil está no fundo do poço dado aos economistas, e não ao capitão Jair Bolsonaro”, em alusão à formação econômica da petista, ele disse ainda que "não manja nada" de economia, mas não tem culpa da atual situação do País.

Leia também: Bolsonaro ataca IBGE, diz que não é fácil ser patrão e se isenta por desemprego

Questionado sobre a previsão de déficit primário de R$ 124,1 bilhões em 2020, o presidente repassou o questionamento ao ministro da Economia, Paulo Guedes . "Pergunta para o Paulo Guedes, eu não manjo nada de economia. Nada. Zero”, afirmou. “Quem manjava, a tal de Dilma Rousseff, arrebentou o Brasil”, complementou, na saída do Palácio da Alvorada.

Neste ano, a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) é de 0,87%, de acordo com o Boletim Focus desta segunda, relatório semanal divulgado pelo Banco Central (BC) com participação de agentes do mercado financeiro. No início de governo, a previsão era de um crescimento de 2,5%.

Também nesta segunda, foi divulgada nova pesquisa Datafolha que aponta queda de popularidade do presidente, que atingiu 38% de reprovação. De acordo com o levantamento, somente 29% dos brasileiros veem o governo como bom ou ótimo, além de 30% que avaliam o mandato como regular. 2% não souberam ou não quiseram responder.

O levantamento aponta ainda que um terço dos eleitores não acha que Bolsonaro age como deveria, e que, se fosse disputada hoje, a eleição presidencial seria vencida por Fernando Haddad , candidato petista, com 42% dos votos. O presidente debochou os dados que apontam a reprovação maior e questionou  "Acredita em Papai Noel?"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários