Tamanho do texto

Dados fracos nas economias de Alemanha e China preocupam investidores

O cenário internacional segue pressionando o câmbio. Nesta quarta, o  dólar  comercial opera com alta de 0,70%, valendo R$ 3,998. O que repercute no mercado são os dados sobre as economias alemã e chinesa.

Leia também: Câmara aprova texto-base da MP da Liberdade Econômica

dólar arrow-options
shutterstock
Dólar comercial volta a bater R$ 4 nesta quarta-feira

Na Alemanha, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou contração de 0,1% no segundo trimestre deste ano. O indicador foi afetado por números ruins do comércio exterior. O país, que é a maior economia da zona do euro, registra o crescimento negativo após um aumento de 0,4% do PIB no primeiro trimestre. 

Do outro lado do mundo, a economia da China também piorou. O crescimento da produção industrial desacelerando para uma mínima de mais de 17 anos, conforme a intensificação da guerra comercial com os Estados Unidos pesa sobre empresas e consumidores.

Leia também: Hasselmann quer que governo desista de  projeto da reforma tributária; entenda

Mesmo com a reforma da Previdência aprovada na Câmara, e com a votação da Medida Provisória 881 (Liberdade Econômica), o mercado brasileiro é afetado pela pressão exercida pelo exterior.

"De modo geral, os dados reforçaram a fraqueza da economia europeia, e assim como os números da China, contribuem para a manutenção do receio em torno de uma desaceleração econômica em escala global", escreveram os analistas da Guide Investimentos.