Tamanho do texto

A compra faria com que a Apple ganhasse diversas patentes e talentos da Intel para o desenvolvimento de tecnologias 5G, deixando de depender de terceiros

IstoÉ Dinheiro

A negociação faria com que a Apple ganhasse patentes da Intel arrow-options
Reprodução/ Apple
A negociação faria com que a Apple ganhasse patentes da Intel


A Apple está próxima de comprar a divisão de chips de modem da Intel, em negócio pode valer até US$ 1 bilhão, relatou o The Wall Street Journal .

Com a aquisição, a empresa comandada por Tim Cook controlaria o desenvolvimento de peças críticas de seus principais aparelhos, sanando um problema que se arrasta desde 2018 quando a empresa entrou em batalhas legais com a Qualcomm, até então a principal fornecedora dos componentes da Apple . Já para a Intel, a venda seria a desova de uma unidade que há anos traz prejuízos à empresa.

Para além de deixar de depender de terceiros em um componente vital para iPhones e Apple Watch, a compra faria com que a Apple ganhasse diversas patentes e talentos da Intel para o desenvolvimento de tecnologias 5G.

Leia também: Apple será julgada na Europa por 'sabotar' Spotify; entenda

Com as quedas de vendas de seu principal smartphone, a companhia quer trazer novidades para o aparelho para que ele se destaque no mercado, para isso aposta em novos chips de modem 5G para melhorar o fluxo de dados. É esperado que as novidades venham nos iPhones que serão anunciados em 2020.

Leia também: Apple deve lançar serviço de notícias por assinatura próprio em breve

 Esta é mais uma das medidas da Apple para centralizar a produção de peças vitais de seus aparelhos. No último ano, desembolsou US$ 600 milhões para adquirir engenheiro e instalações da empresa Dialog Semiconductor PLC, que fabricava chips de gerenciamento de bateria.