Brasil Econômico

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Marcos Corrêa/PR
Banco Mundial reduziu projeção de crescimento da economia brasileira em 2019 de 2,2% para 1,5%

O Banco Mundial reduziu a previsão de crescimento da economia brasileira neste ano. De acordo com o Relatório de Perspectivas Econômicas Global, divulgado nessa terça-feira (4), a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, neste ano, foi reduzida em 0,7 ponto percentual, passando de 2,2% para 1,5%.

Leia também: Paulo Guedes compara Brasil a uma baleia ferida para defender a nova Previdência

Para 2020, a estimativa subiu 0,1 ponto percentual e chegou a 2,5%, enquanto para 2021, o prognóstico foi reduzido em 0,1 ponto percentual, para 2,3%. A última previsão desse relatório havia sido divulgada em janeiro deste ano.

“A recuperação regional será impulsionada predominantemente pelo consumo privado, enquanto a inflação se mantém moderada e a confiança retorna e, em 2020-21, por uma recuperação do investimento. No entanto, as perspectivas de crescimento para 2019 e 2020 foram rebaixados, refletindo atividade mais fraca que o esperado no Brasil e México, mas também nas economias menores”, aponta o relatório.

A previsão para o crescimento da economia mundial neste ano também foi reduzida e chegou 2,6%, 0,3 ponto percentual abaixo da previsão anterior, refletindo o comércio internacional e o investimento mais fracos do que o esperado. Para 2020, a estimativa de crescimento foi reduzida em 0,1 ponto percentual para 2,7%. Para 2021, foi mantida em 2,8%.

Leia também: Previsão de crescimento da economia brasileira cai pela 14ª vez consecutiva

Entre os principais riscos para o crescimento global, o Banco Mundial destaca a guerra comercial entre Estados Unidos e China, questões estruturais que desestimulam o investimento, o protecionismo e desacelerações mais acentuadas do que o esperado em vários países, sobretudo na zona do euro, "devido a exportações e investimentos mais fracos".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários