Tamanho do texto

Empresas de TV por assinatura foram as que apresentaram maior redução no número de queixas. Já telefonia móvel soma quase 50% do total. Confira

Anatel informa que reclamações sobre serviços de telecomunicações caíram 15,6% no primeiro semestre do ano
Divulgação
Anatel informa que reclamações sobre serviços de telecomunicações caíram 15,6% no primeiro semestre do ano

O número de reclamações sobre serviços de telecomunicações registradas no primeiro semestre na Anatel caiu 15,6% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho deste ano foram recebidas 1.493.000 reclamações nos canais de atendimento da Agência. No ano passado foram 1.769.900 reclamações no mesmo semestre.

Leia também: Brasil registra aumento de 2,4 milhões de redes de banda larga fixa em um ano

A Agência recebe reclamações sobre serviços distintos de telecomunicações. No total, são quatro: telefonia fixa, telefonia móvel, banda larga e TV por assinatura.

A telefonia móvel foi o serviço que mais recebeu queixas, foram 701.500 reclamações no semestre, o que corresponde a 46,9% do total. Já a telefonia fixa recebeu 337.100 reclamações (22,5%). Enquanto isso, a banda larga fixa recebeu 246.700 reclamações (16,5%) e a TV por assinatur a 194.800 reclamações (13%).

Em seis meses, a TV por assinatura registrou queda de 20,4% nas queixas em relação ao mesmo período de 2017; a telefonia móvel registrou uma redução de 17,5% nos problemas relatados; a telefonia fixa registrou diminuição de 14,6% nas reclamações e a banda larga fixa registrou decréscimo de 8,7% das queixas.

Na telefonia móvel, a empresa mais reclamada no semestre foi a Tim que recebeu 280.100 reclamações. Na telefonia fixa, dentre as três empresas: Net, Oi e Vivo, a empresa que mais acumulou reclamações foi a Oi com 171.100 reclamações.

Leia também: Brasil tem redução de 1 milhão de contratos de TV por assinatura em 12 meses

Quanto à TV por assinatura, a Net e a Sky receberam o mesmo número de reclamações, mais de 70 mil reclamações cada uma. Quanto à banda larga fixa, dentre as três empresas: Net, Oi e Vivo, a empresa mais reclamada foi a Oi, com 90 mil reclamações no semestre.

Em junho, na banda larga fixa, o motivo mais reclamado foi “qualidade, funcionamento e reparo” com 42,33% das reclamações. “Cobrança” foi o principal motivo de reclamações de TV por assinatura (48,02%), de telefonia fixa (40,55%) e de telefonia móvel pós-paga (48,73%).

Na telefonia móvel pré-paga, o principal motivo de reclamações foi o “crédito pré-pago” (41,88%). Dentre todos os serviços, o serviço móvel pessoal pós-pago foi o mais reclamado, com 74.023 reclamações em junho.

Leia também: Brasil desliga mais de 1 milhão de linhas de telefone fixo em 12 meses

A Anatel recebe as reclamações sobre serviços de telecomunicações pelos seguintes canais de atendimento: pelo telefone 1331, pelo Fale Conosco, pelo app Anatel Consumidor e presencialmente na Sala do Cidadão. As empresas têm o prazo de cinco dias úteis para dar resposta ao consumidor.

*Com informações da Anatel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.