Brasil Econômico

undefined
Divulgação
Neon Pagamentos seguirá independente, contando apenas com o auxílio do Banco Votorantim para executar serviços

Após a liquidação extrajudicial do Banco Neon, decretada pelo Banco Central (BC) na última sexta-feira (4), a Neon Pagamentos já encontrou um novo parceiro para assumir a movimentação das contas e os serviços de custódia. O escolhido para trabalhar em conjunto com a fintech foi o Banco Votorantim.

Leia também: Boletim Focus retrai projeção para PIB e mantém a da inflação em 3,49%

"Não poderíamos ter encontrado melhor parceiro. Uma instituição sólida, ágil e em plena transformação digital. Com essa parceria, poderemos voltar a oferecer toda a experiência da Neon muito em breve: transferências, pagamentos, investimentos, cartões; tudo vai voltar e ainda melhor", afirmou a Neon Pagamentos sobre a parceria com o Banco Votorantim por meio de publicação no Facebook.

Desde o anúncio da liquidação extrajudicial, os clientes da fintech conseguem apenas realizar saques em caixas 24h e efeturar pagamentos com o cartão de débito, pois essas são as únicas atividades bancárias gerenciadas pela Neon Pagamentos. 

Por meio de nota, a Neon Pagamentos informou que seguirá trabalhando de maneira independente, contando apenas com o auxílio do Banco Votorantim para a execução de seus serviços. Segundo Pedro Conrade, CEO da Neon, as empresas vão explorar sinergias em novos produtos e serviços após o restabelecimento das operações. 

Leia também: Reforma trabalhista só se aplica a novos contratos, defendem juízes

Entenda o caso

Até a última sexta-feira, duas empresas distintas trabalhavam em conjunto como Banco Neon . A companhia que teve o fechamento decretado pelo BC era um banco convencional de pequeno porte, com uma única agência, localizada em Belo Horizonte (MG). Esta instituição realizava serviços para a segunda empresa, a Neon Pagamentos, que é um banco digital e não sofreu nenhum tipo de bloqueio.

Apesar de a startup oferecer somente contas 100% digitais, a liquidação do Banco Neon causou problemas para os consumidores. Isso porque a instituição convencional era responsável pela ferramenta "Objetivos" do aplicativo – em que os clientes podem investir em CDBs – e pela emissão de cartão de crédito. A Neon Pagamentos cuida apenas da abertura de contas, atendimento ao cliente e emissão de cartões pré-pagos, de acordo com o BC.

Leia também: Feirão da Casa Própria negocia mais de 200 mil imóveis em 15 cidades

Com a nova parceria, o Banco Votorantim vai assumir as atividades que eram de responsabilidade do Banco Neon, permitindo que a fintech volte a o operar normalmente em breve. Quem tiver interesse em acompanhar o status de funcionamento dos serviços pode  acessar este link  e conferir os recursos disponíveis em tempo real. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários