Tamanho do texto

Lista divulgada nesta quinta-feira tem apenas os segurados que não foram localizados pelo Instituto nas convocações anteriores por diferentes razões

Brasil Econômico

No dia da perícia, o segurado do INSS não pode se esquecer de levar toda a documentação médica relacionada ao benefício
Divulgação
No dia da perícia, o segurado do INSS não pode se esquecer de levar toda a documentação médica relacionada ao benefício

Cerca de 150 mil segurados que recebem auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez foram convocados nesta quinta-feira (12) pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a agendar uma perícia médica para reavaliar a continuidade do pagamento do benefício concedido.

Leia também: Imposto de Renda: Carnê Leão ajuda quem recebe rendimentos de pessoas físicas

De acordo com a publicação divulgada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, os convocados têm até o próximo dia 4 de maio para fazer o agendamento da perícia médica no INSS .

Motivo

A nova lista , composta por 152,2 mil nomes, conta apenas com os beneficiários que não foram localizados pelo Instituo nas convocações anteriores por razões de mudança de endereço, de informações incompletas no cadastro ou que receberam a convocação, mas que, mesmo assim, não fizeram o agendamento até o fim do prazo estipulado.

No dia da perícia, o segurado não pode se esquecer de levar toda a documentação médica relacionada ao benefício, como atestados, laudos, receitas e exames para que o médico faça a nova avaliação.

O Diário Oficial ainda destacou que, em casos de não atendimento à convocação para agendamento ou de não comparecimento na data agendada, o benefício será imediatamente suspenso até o comparecimento do interessado.

A partir da suspensão, o segurado tem até 60 dias para procurar o Instituto e agendar a perícia. Caso o contato não seja realizado, o benefício será definitivamente cancelado. Para agendar a perícia médica no INSS, basta ligar na central de atendimento, no número 135.

Leia também: Quem é o novo ministro responsável por comandar economia brasileira até outubro

Convocação

Em março, pelo menos 522 mil beneficiários  de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez também foram convocados para passar por perícia média.

Na ocasião, as cartas de convocação do INSS foram enviadas para dois grupos de beneficiários: os que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e os aposentados por invalidez com menos de 60 anos. Até o final de 2018, o objetivo do governo é analisar mais de 1,2 milhão de benefícios por incapacidade.

Leia também: Dyogo Oliveira assume BNDES e promete reinvenção; veja o que ele pretende fazer

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.