Tamanho do texto

Sobre a situação dos preços dos combustíveis, Temer afirmou que, no momento, tem acontecido apenas o repasse de aumento para consumidor

Brasil Econômico

Petrobrás anunciou que a partir de amanhã o preço da gasolina nas refinarias terá uma redução de 1,5%
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Petrobrás anunciou que a partir de amanhã o preço da gasolina nas refinarias terá uma redução de 1,5%

Governo tem estudado manobras jurídicas para garantir repasse de reduções dos preços de gasolina, etanol e diesel ao consumidor  . A afirmação foi feita na última terça-feira (6) pelo presidente Michel Temer em entrevista à TV Bandeirantes.

Leia também: Estimativa para inflação no País cai após 3 semanas de estabilidade, aponta BC

Em análise sobre a situação dos preços dos combustíveis, Temer afirmou que, no momento, o que tem acontecido é apenas o repasse de aumento para o consumidor  – em consequência das altas nas distribuidoras –, mas, quando a Petrobras anuncia redução, raramente o posto de gasolina retira o aumento anteriormente implantado. Além disso, quando os preços sobem, o estabelecimento volta a aumentar os valores dos combustíveis. Ou seja, o preço que chega ao consumidor tem apenas os acréscimos.

Leia também: Pedido de aposentadoria por tempo de contribuição poderá ser feito pela internet

Nova alteração

Nesta quarta-feira (7), a Petrobras anunciou que, a partir de amanhã, o preço da gasolina nas refinarias terá uma redução de 1,5%, enquanto que o valor do diesel será impactado com uma retração de 0,7%.

Vale destacar que, na última terça-feira (6), o combustível sofreu um reajuste positivo de 0,5% pela Petrobras. A empresa já havia anunciado elevações de 0,8% e 0,5%, na sexta-feira (2) e no sábado (3), respectivamente. 

De acordo com Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP, o litro da gasolina foi vendida por R$ 4,221, na média de 5.756 postos consultados entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro. Em alguns postos, o preço chegou a R$ 5,150. Ao mesmo tempo, o litro do diesel saiu por R$ 3,395, na média de 3.297 estabelecimentos pesquisados. O litro chegou a ser vendido a R$ 4,479 em alguns locais.

Leia também: Juros para quem paga o mínimo do cartão de crédito sobem e chegam a 233% ao ano

Vale lembrar que o anúncio de reajuste da gasolina e do diesel pela Petrobras é voltado somente para as distribuidoras. A mudança que Temer quer implantar é justamente sobre o repasse para os consumidores nas bombas que depende de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas atualizações de preços para os dois combustíveis está disponível na página da estatal na internet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.