Tamanho do texto

Comitê de Política Monetária do Banco Central considera voltar a reduzir a taxa básica de juros; índice poderá passar de 7% ao ano para 6,75% ao ano

Ata do Copom sinaliza novos cortes na taxa Selic no início de 2018; na última reunião, a taxa passou para 7% ao ano
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Ata do Copom sinaliza novos cortes na taxa Selic no início de 2018; na última reunião, a taxa passou para 7% ao ano

A taxa básica de juros poderá sofrer novo corte em fevereiro após registrar o menor nível de sua história e chegar a 7% ao ano. De acordo com a ata da reunião realizada na quarta-feira (6) pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, as instituições financeiras projetam uma retração de 0,25 ponto percentual na Selic. O novo corte faria a taxa de juros chegar à marca de 6,75% ao ano.

Leia também: BC: Inflação pode chegar a 2,88% e ficar abaixo do limite da meta pela 1ª vez

Em sua última reunião, o Copom fez com as expectativas do mercado fossem atendidas. A taxa Selic  passou de 7,5% ao ano para 7% ao ano. Além de representar o décimo corte seguido, o anúncio fez a taxa básica de juros registrar o menor nível de toda a série histórica do BC, iniciada em 1986. Na ata da reunião, o Copom afirma que seria "apropriado sinalizar" que uma nova redução "moderada" poderá ser feita no próximo encontro.

Leia também: Influenciado pelo encarecimento da saúde, custo de vida sobe em São Paulo

"Mas [os membros do Copom] avaliaram que cabia advertir que essa visão é mais suscetível a mudanças na evolução do cenário e seus riscos que nas reuniões anteriores", diz a ata. Segundo o comitê, novos cortes na Selic dependem da evolução da atividade econômica e das expectativas de inflação. O Copom destacou que a aprovação da reforma da Previdência é fundamental para manter a inflação baixa.

A ata aponta, ainda, que todos os membros do Copom consideram de extrema importância a implementação das reformas de natureza fiscal, e de ajuste na economia do País, "para o funcionamento pleno da política monetária e para a redução da taxa de juros e estrutural da economia, com plenos benefícios para a sociedade".

Leia também: Aluguel em bitcoin? App permite pagamento da despesa com moeda digital

Entre os meses de outubro de 2012 até abril de 2013, a Selic foi mantida em 7,25% ao ano, até então o menor nível da história. Deste ponto em diante, a taxa sofreu reajustes graduais até chegar à marca de 14,25% ao ano em julho de 2015. A redução dos juros básicos da economia voltou a acontecer somente há um ano, em outubro de 2016, até chegar a 7% ao ano.

 *Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.