Tamanho do texto

Assumir responsabilidades e aprender constantemente são apenas alguns dos elementos necessários para ser um bom líder, avalia especialista

Brasil Econômico

É discutível se alguém nasce líder ou se torna um ao longo da vida, mas é consenso que ele é o ponto de equilíbrio e peça-chave para fazer a diferença dentro de uma organização. Segundo o consultor em recursos humanos e diretor executivo da BAZZ Estratégia e Operação de RH, Celso Bazzola, existem muitos bons profissionais nas empresas que chegam ao posto de liderança, mas que, por despreparo, não conseguem desenvolver esse papel.

Leia também: Você saber dar um feedback efetivo para os seus funcionários?

Ser líder de uma equipe não significa apenas coordenar os trabalhos, mas, sim, ter aprofundamento sobre o tema
Shuttersock
Ser líder de uma equipe não significa apenas coordenar os trabalhos, mas, sim, ter aprofundamento sobre o tema


O especialista defende que existem características em um bom líder que podem ser identificadas e potencializadas ao longo do tempo, e que trabalhar nelas que garante o sucesso da liderança . Pensando nisso, Bazzola destacou alguns pontos fundamentais para alcançar este objetivo:

1) Paixão

Primeiramente, o líder deve ser apaixonado pelo que faz. Para Bazzola é simples o motivo disso ser essencial, “Se isso não ocorre não haverá inspiração e entusiasmo”, diz.

2) Maturidade

O líder é alguém em quem as pessoas devem confiar. Por isso, demonstrar engajamento e sinceridade é muito importante, assim como se mostrar uma pessoa madura com base em suas experiências e noções de teoria.

3) Aprendizado constante

Como o líder deve ser a base de informações e alternativas da equipe, ter em mente a busca pelo aprendizado constante é primordial para sustentar com legitimidade essas tarefas. Do contrário, ele pode exercer em uma liderança não muito respeitada.

Leia também: Quer abrir um negócio? Você precisa responder a três questões antes de começar

4) Assumir responsabilidade

Bazzola diz que o líder deve assumir as responsabilidades e culpas quando uma ideia não da certo. Mas isso não significa que a zona de conforto é a regra, o líder também deve saber se arriscar e ter audácia quando precisar posicionar sua opinião.

5) Autoconhecimento

“Autoconhecimento e autocontrole são fundamentais”, diz o especialista. Ele argumenta que apenas olhando para dentro de si o líder saberá como agir com os colaboradores e seus respectivos limites.  

6) Resiliência

Esteja ciente de que mudanças de rota podem acontecer e que isso não é motivo para perder a serenidade e o foco dos objetivos. Por isso, a resiliência é muito importante para manter-se de pé.

Leia também: Personal trainers e outros profissionais serão excluídos do MEI; veja quem entra

7) Comunicação precisa

Saiba se comunicar, pois é neste ponto onde estão os grandes erros corporativos. “Deixe claro para a equipe os caminhos tomados, assim como os motivos deles. É preciso saber falar, fazer reuniões e convencer”, aponta.

Para concluir, Bazzola diz que líder não é sinônimo de “chefe”. Ter um cargo de liderança não se resume em coordenar trabalhos e projetos, mas sim em ser uma figura inspiradora e motivadora de equipes e pessoas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.