Tamanho do texto

Segundo a organização, a economia brasileira tem estimativa de crescimento de 0,7% este ano; para 2018, a projeção de expansão do País está em 1,9%. Os números mundiais para os próximos anos também são positivos; veja

Brasil Econômico

OCDE mantém projeção do Produto Interno Bruto (PIB)  do Brasil em 0,7%  este ano
iStock
OCDE mantém projeção do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 0,7% este ano

A economia brasileira deve sair da recessão este ano, passando a aumentar o ritmo de crescimento no ano que vem e em 2019, é o que dizem as projeções divulgadas nesta terça-feira (28) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto ( PIB ), referente à soma de todos os bens e serviços produzidos no País, manteve-se em 0,7%, o que significa 0,1 ponto percentual acima da previsão anterior

Leia também: Bancos e poupadores fecham acordo de R$ 10 bi sobre perdas com planos econômicos

Para o ano que vem, a OCDE subiu a projeção de expansão, que passou de 1,6% para 1,9%. Já no ano seguinte, em 2019, a organização estima que a economia cresça ainda mais, chegando a 2,3%. Vale mencionar que no ano passado, a economia brasileira apresentou retração de 3,6%.  

Retomada do crescimento

As projeções destacaram ainda que, depois de oito trimestres consecutivos de recuos, houve uma retomada do crescimento. “Inicialmente impulsionada pela agricultura, a recuperação agora parece cada vez mais ampla”, expôs o relatório de perspectivas econômicas.

Para a organização, a expectativa é que o crescimento seja potencializado, embora a confiança seja sensível à evolução política. A inflação abaixo da meta de 4,5% foi outro fator pautado. Segundo as estimativas, isso possibilita taxas de juros menores, o que pode auxiliar na recuperação dos investimentos.

Leia também: Confiança do consumidor atinge maior nível desde outubro de 2014, diz FGV

“O crédito para as empresas continua a cair, mas o desemprego começou a diminuir”, diz o relatório, que ressalta a reforma da Previdência como decisiva para assegurar o cumprimento da regra do teto dos gastos públicos. Além disso, o diagnóstico destaca que com a proposta será possível promover a sustentabilidade fiscal.

Crescimento mundial

Em relação à economia mundial, a projeção é de um crescimento de 3,6% este ano. O resultado deve aumentar para 3,7% no ano que vem e retrair para 3,6% em 2019.

No estudo, há elementos que mostram um fortalecimento na economia mundial. Tal desempenho foi influenciado pelos estímulos monetários e fiscais, que sustentaram uma melhoria mais expansiva e sincronizada das taxas de crescimento na maior parte dos países.  

A OCDE conclui que, mesmo com expectativas de uma melhora rápida na economia em 2018, o crescimento ainda continuará abaixo do período anterior à crise econômica que atingiu todo o mundo.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Novo texto da reforma da Previdência traz economia R$ 320 bi menor que original

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.