Tamanho do texto

O acordo firmado renderá a Volvo a cifra de US$ 1,4 bilhão e os carros serão entregues entre 2019 e 2021. Outras empresas estão de olho no setor; veja

Brasil Econômico

Uber firma parceria com a Volvo para o desenvolvimento de carros autônomos. Empresa pretende testar guiar esse veículos de forma remota; entenda
Divulgação
Uber firma parceria com a Volvo para o desenvolvimento de carros autônomos. Empresa pretende testar guiar esse veículos de forma remota; entenda


Segundo uma publicação do Financial Times, a empresa de mobilidade urbana particular Uber fechou um acordo com a montadora de carros Volvo para o desenvolvimento de uma frota de veículos autônomos. O acordo firmado entre as partes prevê a compra de até 24 mil automóveis do modelo XC90 que serão entregues a empresa entre os anos de 2019 e 2021.

Leia também: Presidente da Microsoft fala sobre prevenção à guerra cibernética

Recentemente a Uber colocou em teste 200 veículos esportivos da Volvo equipados com sistema de direção autônoma, em Pittsburgh e Tempe, nos Estados Unidos. A reportagem informou ainda que o acordo firmado entre as partes renderá a montadora US$ 1,4 bilhão, valor esse que convertido ao real soma à cifra de R$ 4,6 bilhões.

A intenção da empresa de mobilidade é dirigir, de forma remota esses automóveis , sendo que nos mesmos serão instalados sensores capazes de auxiliar uma pessoa a dirigir mesmo não estando à frente do volante de forma física.

A novidade mostra uma corrida das empresas de tecnologia para utilização de carros autônomos. Há 15 dias a Waymo, que produz carros autônomos da Alphabet, dona do Google , anunciou que testa veículos totalmente autônomos nos Estados Unidos, sendo pioneira neste tipo de tecnologia.

Leia também: Black Friday: Especialista tira dúvidas sobre a data comercial

Vale ressaltar que a Volvo não é a única montadora a querer uma fatia do setor de aplicativos de mobilidade e no investimento em desenvolvimento de carros dirigidos por sistemas tecnológicos. A General Motors e a Jaguar Lando Rover aportaram dinheiro na Lyft e a Volkswagen na Gett, ambas concorrentes da Uber nos Estados Unidos e na Europa.

A parceria

A reportagem do Financial Times enfatizou que essa é a segundo rodada de negócios entre as duas empresas. Anteriormente a Volvo e a empresa de mobilidade urbana haviam anunciado investimento de US$ 300, valor esse a ser investido de forma conjunto, no desenvolvimento deste tipo de tecnologia.

Em nota, a Volvo ressaltou a importância da parceria entre as duas marcas. "A indústria automotiva está sendo redefinida pela tecnologia e a Volvo Cars escolheu ser uma parte ativa dessa disrupção", disse Håkan Samuelsson, CEO mundial. "Nosso objetivo é ser o fornecedor de veículos com direção autônoma para provedores globais de serviços de compartilhamento de viagens. Este acordo com o Uber é um exemplo primordial dessa estratégia".

Isso coloca a Volvo na disputa do mercado crescente de aplicativos de mobilidade e facilita todo o processo de desenvolvimento de carros que não precisam mais de motoristas para ser guiados. Será que esse investimento da Uber a fará tomar um novo rumo?

Leia também: Dia do Empreendedorismo Feminino: incentivo e oportunidades que transformam

    Leia tudo sobre: Inovação
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.