Tamanho do texto

O dólar, por sua vez, opera em queda de 0,17% nesta terça, sendo vendido a R$ 3,256, também com os investidores atentos à agenda de reformas; veja

Brasil Econômico

Por volta das 12h39, a Bovespa subia 1,43%, aos 74.448 pontos
shutterstock
Por volta das 12h39, a Bovespa subia 1,43%, aos 74.448 pontos

Nesta terça-feira (21) pós-feriado, o Índice da Bovespa (Ibovespa) opera em alta, com ganhos e resultados positivos. Os investidores permanecem atentos ao cenário político nacional e aos próximos passos do presidente Michel Temer em relação à reforma da Previdência .

Leia também: Uber encomenda 24 mil carros autônomos para Volvo; entenda

Por volta das 12h39, a Bovespa subia 1,43%, aos 74.448 pontos. As ações preferenciais (PN) da Petrobras impulsionavam positivamente o pregão, com avanço de 0,75%, assim como as ordinárias de nível 1 (ON N1) da Vale, com alta de 1,46%. As ações do Itaú e do Santander também estavam entre os acréscimos do dia. Por outro lado, a Braskem PNA N1 e a Localiza ON NM foram as únicas quedas.

Dólar

O dólar, por sua vez, opera em queda nesta terça-feira (21), também com a atenção dos investidores voltada para a agenda de reformas em fase de aprovação no País, em especial a da Previdência. Às 12h55 a moeda norte-americana caía 0,17%, sendo vendida a R$ 3,256. Vale mencionar que na sexta-feira (17), o dólar fechou a semana com queda de 0,56%, a R$ 3,2612. Com o resultado, registrou sua segunda semana consecutiva de retração, acumulando baixa de 1,39%.

Leia também: Consórcio: vendas batem recorde e totalizam R$ 73 bilhões no ano

Período oscilante

Na sexta-feira (17), a bolsa paulista apresentou alta de 1,28%, aos 73.437 pontos, influenciada pelos ganhos com ações de bancos e commodities. Na quinta-feira (16), a bolsa também subiu com 71.731 pontos e novamente com os investidores a espera da aprovação da reforma da Previdência.

É importante lembrar que as influências da reforma da Previdência sobre a bolsa de valores de São Paulo começaram no dia 6 de novembro, com a afirmação do presidente Michel Temer, de que a aprovação da proposta não seria viável. Devido à reação imediata do mercado, com alta no dólar e nos juros futuros, e com recuos na bolsa, no dia seguinte o presidente divulgou um vídeo, o qual apresentou um discurso diferente, alegando estar otimista com a negociação da reforma.  

Na quarta-feira (8), ele se reuniu com ministros, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com deputados para discutirem a proposta, que o governo estima votar ainda este ano. Mesmo com as oscilações ocasionadas por tal fator e pelo acompanhamento contínuo da cena política, na semana, a Bovespa acumulou alta de 1,76%. O resultado até novembro  deste ano é de um avanço de 21,9%.

Leia também: Cinco em cada 10 brasileiros usarão o 13º salário para fazer compras no Natal

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.