Tamanho do texto

Aeroporto Santos Dumont deve verificar alta de 4,73% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto Tom Jobim deve ter um aumento de 0,4%

Voos internacionais no Aeroporto Tom Jobim terão aumento de 10,5% no período, segundo a concessionária RIOgaleão
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Voos internacionais no Aeroporto Tom Jobim terão aumento de 10,5% no período, segundo a concessionária RIOgaleão

A Infraero divulgou estimativas indicando que o movimento de passageiros no Rio de Janeiro deve crescer neste feriado prolongado do Dia de Finados. São esperados 195.863 passageiros no Aeroporto Santos Dumont até a próxima segunda-feira (6). O número representa aumento de 4,73% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 186.609 viajantes passaram pelo terminal carioca.

Leia também: Balança comercial tem superavit de US$ 5,2 bilhões bate recorde para outubro

Considerando o Aeroporto Internacional Tom Jobim, devem circular desta quarta-feira (1º) até a segunda-feira 285,8 mil passageiros, alta de 0,4% em comparação com o mesmo período de 2016. A média é de 15 mil passageiros a mais em relação ao fluxo de um período normal do aeroporto do Rio .

Administradora do Tom Jobim, a concessionária RIOgaleão informou que os voos internacionais terão, nesse período, aumento de 10,5%, movimentando 84,1 mil passageiros. O maior fluxo de passageiros de voos internacionais tem como origem Santiago (Chile), Miami (Estados Unidos) e Buenos Aires (Argentina). Entre os voos nacionais, os turistas são oriundos, principalmente, de Porto Alegre, São Paulo, Recife e Salvador.

Quem chegar nesta noite pelo Aeroporto Internacional Tom Jobim será recebido por alunos da Escola Livre de Dança da Maré, que vão interagir com o público por meio de um flashmob, desenvolvido pelo coreógrafo Renato Cruz.

Leia também: Mesmo com recuo em setembro, CNI diz que trajetória na indústria é de melhora

Turismo e violência

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Rio de Janeiro teve uma perda de R$ 657 milhões com turismo entre os meses de janeiro e agosto de 2017 por conta da criminalidade. O levantamento indica que o montante perdido por conta da violência equivale ao faturamento de 8,9 dias do setor no estado.

Mais da metade do prejuízo do setor foi de responsabilidade do segmento de bares e restaurantes, que teve redução de R$ 332,1 milhões em seu faturamento. Também registraram perda os segmentos de transportes, agências de viagem e locadoras de veículos (R$ 215,5 milhões ou 32,6% do total); hotéis, pousadas e similares (R$ 97,7 milhões ou 14,8%); e atividades culturais e de lazer (R$ 14,7 milhões ou 2,2%).

Leia também: Ministro afirma que valor da dívida pública chegará a 80% do PIB em 2020

Brasil

Além do Rio de Janeiro, a Infraero também fez uma avaliação nacional. Segundo a empresa, durante todo o feriado, o movimento nos 59 aeroportos que administra deve crescer 4,2% em comparação a igual período de 2016. São esperados em torno de 1,9 milhão de passageiros, entre operações de embarques e desembarques.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.