Brasil Econômico

Em tempos de crise, encontrar soluções para aumentar a renda familiar se faz necessário e a comercialização de produtos, por meio da venda direta, tem sido uma das opções de milhares de brasileiros. Dados da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABVED) indicam que no ano passado o setor movimentou R$ 40 milhões tendo a participação de 4,3 milhões de empreendedores autônomos.

Leia também: Entenda melhor a previdência para crianças e os benefícios do investimento

Especialista dá dicas para quem pretende empreender no ramo de venda direta, popularmente conhecida como venda por catálogo
shutterstock
Especialista dá dicas para quem pretende empreender no ramo de venda direta, popularmente conhecida como venda por catálogo


O empreendedor Leonardo Castelo, fundador da rede de franquias Ecoville, começou sua operação em 2007 neste nicho de mercado e para ajudar os empreendedores que pensam investir na venda direta , listou sete dicas para tornar mais fácil a empreitada.  “É um formato que traz comodidade para o consumidor que já espera a visita dos vendedores para repor os produtos da dispensa”, disse.

1-Estude o produto

A regra de ouro é estar preparado para encontrar com os seus clientes e não levar isso a sério pode ser um erro fatal. Castelo explicou que antes de ir para rua, é necessário que o empreendedor estude minuciosamente as características dos produtos e serviços que serão ofertados aos consumidores. Segundo ele, quanto mais argumentos a pessoa tiver durante a negociação, maiores as chances de concluir a venda.

2 - Faça demonstrações

Testar ou analisar os produtos antes da aquisição faz parte do hábito de compra do consumidor, logo tenha em mãos amostras grátis e embalagens extras para demonstrações. “Mesmo que o cliente não compre de imediato o que você está vendendo, ele se lembrará da experiência no futuro”.

Você viu?

3 - Use as tecnologias

Usar a tecnologia a favor da venda é primordial. A dica de Castelo é criar grupos  em aplicativos de conversa. “Além de ser um canal para apresentar sua cartela de produtos de forma rápida, também é possível aproveitar a ferramenta para agendar encontros com os clientes e até em grupos para mostrar seus produtos”, enfatizou o especialista.

Mas vale ressaltar que, esse recurso deve ser usado com moderação por parte do empreendedor para que o consumidor não se irrite com o excesso de mensagens.

Leia também: De trainee a diretor da Câmara Brasil-Alemanha, conheça Bruno Zarpellon

4- Conheça seu público

Uma das vantagens de atuar neste nicho de mercado é a desenvolvimento de um relacionamento diferenciado com cada um de seus clientes. O tempo faz com que o empreendedor entender as necessidades de cada um de seus consumidores, suas manias e com esse conhecimento convencê-lo a comprar. “Por isso, agrade sua carteira de clientes . Seja cordial, traga novidades que vão transformar a sua rotina”.

5- Faça rotas

Não pense que vender em diversos locais ajudará a empreitada dar certo. Leonardo Castelo afirma que, para começar, o indicado é planejar uma rota (medida essa que tem que ser diária). Periodicidade de visitas também é importante e faz com que o consumidor tenha em mente quando te encontrar ao precisar repor algum produto, por exemplo.

6 - Não force a barra

Não insista quando o consumidor der sinais de que não está interessado no que veio ofertar. Agradeça a atenção e se coloque a disposição para futuras conversas. “Se perceber que ele está sendo atencioso, pergunte quais são os bens de consumo de sua preferência, para que na próxima vez possa trazer um mostruário diversificado”.

7- Cuide da aparência

A imagem vale mais que mil palavras, logo tanto o vendedor quanto os produtos ofertados tem de estar impecáveis. Castelo usa como referência seu ramo de atuação, o de limpeza, para ilustrar como isso funciona na prática. “Chegar à casa do cliente para vender produtos de limpeza com um automóvel sujo, por exemplo, pode ser um fator prejudicial”, exemplifica o especialista em venda direta.

Leia também: Instagram promove a 2ª edição do #InstaMarket em São Paulo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários