Brasil Econômico

Brasil Econômico

A Oi informou nesta sexta-feira (20) que fechou 25 mil acordos com credores. Segundo a empresa, o valor corresponde a mais de R$ 410 milhões. Na quinta-feira (19), a empresa encerrou o programa de negociação referente à recuperação judicial para credores com crédito de até R$ 50 mil. Segundo a operadora, 33 mil se cadastraram na plataforma eletrônica para receber o valor.

Leia também: Portaria sobre trabalho escravo destrói Lei Áurea, diz ministra

Dos cerca de 55 mil credores da Oi que fazem parte do plano de recuperação judicial, aproximadamente, 53 mil tinham créditos a receber de até R$ 50 mil. Os pagamentos serão realizados em duas parcelas, sendo que a primeira correspondente a 90% do valor e acontece em até 10 dias úteis após a assinatura do termo de acordo. Os 10% restantes serão recebidos pelo credor em até 10 dias úteis após a homologação do Plano de Recuperação Judicial.

undefined
Reprodução
Valores estabelecidos em acordos firmados pela Oi serão transferidos para as contas bancárias dos credores

Leia também: Tarifa da conta de luz deverá permanecer no patamar 2 em novembro, diz Aneel

Os valores serão recebidos por meio de depósito na conta bancária do credor. A previsão é que o plano seja analisado na assembleia geral de credores, agora marcada para o dia 6 de novembro. A reunião, antes prevista para 23 de outubro, foi adiada após determinação do juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, encarregado pelo processo de recuperação.

Segundo o presidente da Oi, Marco Norci Schroeder, o pedido de adiamento foi feito por bancos e alguns bondholders (detentores de títulos). Para ele, o adiamento prejudica a companhia por impedir "virar a página" desse assunto. "A gente fez muita coisa nesse último ano, acelerou investimento, melhorou muito a questão de qualidade, reduziu quase 30% das reclamações com a Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações]", disse.

Leia também: Tesouro Direto tem saldo positivo de resgates pelo segundo mês consecutivo

Em processo de recuperação judicial, a Oi acumula dívidas de R$ 64 bilhões em bônus, dívidas bancárias e responsabilidades operacionais. A empresa deverá deliberar com a Anatel nos próximos dias a respeito de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs). Uma eventual renegociação dos termos firmados em TACs poderia abrir caminho para a aprovação do plano de recuperação judicial.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários