Brasil Econômico

Após bater nova marca histórica na sexta-feira, Bovespa permanece em alta, aos 77.355 pontos
shutterstock
Após bater nova marca histórica na sexta-feira, Bovespa permanece em alta, aos 77.355 pontos

Nesta segunda-feira (16), o Índice da Bovespa (Ibovespa) começou a semana operando em alta, sendo impactado positivamente pela alta nas ações da Vale, que tiveram influência do avanço das commodities .  Por volta das 11h16, a bolsa paulista crescia 0,48%, aos 77.355 pontos.

Leia também: Boletim Focus: economistas aumentam estimativa da inflação para 3% este ano

As ações ordinárias de nível 1 (ON N1) da Vale e as preferenciais (PN) da Petrobras faziam parte das ações mais negociadas do pregão, com acréscimos de respectivamente, 1,73% e 1,12%. As ações preferencias de nível 1 da Gerdau e da Usiminas também influenciavam a Bovespa positivamente, com altas de 1,06% e 1,84%. Em contrapartida, as ações da Eletrobras caiam 1,44%.

Cotação anterior

Na sexta-feira (13), o Ibovespa bateu novamente a sua marca histórica, ao subir 0,43%, aos 76.989 pontos. O resultado foi fortemente impactado pelas ações da Vale e das siderúrgicas, com o ganho nos preços das commodities na China. O pregão ainda sofreu influências de informações acerca da inflação dos Estados Unidos, que apontam para o mantimento do ritmo contínuo de elevação nas taxas de juros do país.

Você viu?

As ações ordinárias da Vale se destacaram na cotação de sexta-feira (13), após acrescerem 5,82%, com o bom desempenho dos contratos futuros do minério de ferro na China, assim como as ações preferências da Usiminas, que registraram alta de 6,39%. A CSN ON e a Gerdau PN também subiram, com ganhos de 5,91% e 3,81%,respectivamente.

Leia também: Investimentos: cresce a procura de brasileiros por ativos nos Estados Unidos

As ações preferenciais da Petrobras mostraram estabilidade, ao contrário das ordinárias da Petrobrás, que caíram 0,36%. Com isso, a bolsa acumulou alta de 1,23% na semana. Vale mencionar que na quarta-feira (11), o Ibovespa apresentou queda de 0,31%, aos 76.659 pontos, com os investidores cautelosos e atentos ao cenário político nacional.

Dólar

Assim como a Bovespa, o dólar também opera em alta frente ao real nesta segunda-feira (16), com a atenção do mercado voltada para o desdobramento das delações de Lúcio Funaro, onde Michel Temer e outros políticos são citados. Às 11h45, a moeda norte-americana subia 0,18%, vendida a R$ 3,1536.  Já no seu último pregão, na sexta-feira (13), o dólar caiu 0,66%, a R$ 3,1491, acumulando baixa de 0,3% na semana.

Leia também: Bayer vende parte da Crop Science à alemã BASF por 5,9 bilhões de euros

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários