Tamanho do texto

Estar feliz não é a mesma coisa que estar motivado, e muitos confundem os termos; Felicidade é uma sensação de bem-estar e contentamento; entenda

Brasil Econômico

Quais são as suas principais motivações profissionais? De acordo com o diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas), Mário Rodrigues, existem duas formas de motivação: a intrínseca, quando o próprio profissional persegue os seus anseios, e a extrínseca, que é realizada por um líder profissional para contagiar os demais membros da equipe .

Leia também: Carreira: seis dicas para o profissional que está em seu primeiro emprego

Motivação: “Precisamos estimular a equipe a encontrar os seus motivos para agir e conquistar
Shuttersock
Motivação: “Precisamos estimular a equipe a encontrar os seus motivos para agir e conquistar"

Satisfazer necessidades de segurança, realização financeira , ou, até mesmo, de pertencer a um grupo são os principais pontos que tornam as pessoas motivadas. E para ajudá-las nisso, confira seis dicas do especialista  Mário Rodrigues que podem trazer mais motivação à sua equipe:

1. A insegurança desmotiva

Em momentos de incertezas, como a crise financeira, existe o constante medo de perder o emprego, e por isso, é importante envolver a equipe para encarar os problemas de frente. Com base nas perguntas: A situação está difícil? Qual a dificuldade? É uma grande oportunidade para desenvolver quais pontos? Crie um plano de ação para encontrar a solução do problema;

2. Engajar

Atrair um vendedor por uma causa é o papel de um líder. Toda equipe precisa de alguém para mobilizá-la;

3. Estar sempre por perto

Apresentar resultados, avaliações positivas e negativas regularmente à equipe podem melhorar o rendimento do grupo, e também é uma atitude que motiva ver o líder sempre presente;

Leia também: Veja três tendências para capacitar equipes e aumentar as vendas

4. Estimular

Reconhecimento – financeiro com bonificações ou aplausos - a quem apresenta os melhores resultados leva a equipe a crescer e a superar dificuldades;

5. Entender a diferença entre motivação e felicidade

Estar feliz não é a mesma coisa que se sentir motivado, e muitos profissionais confundem os termos. De acordo com o especialista, felicidade é uma sensação de bem-estar e contentamento. “Precisamos estimular a equipe a encontrar os seus motivos para agir e conquistar o estado de felicidade com o alcance da meta”, diz Rodrigues. Um exemplo comum no mundo das vendas para compreender essa diferença é uma equipe que, mesmo incomodada por ter que dividir a carteira de clientes com outro vendedor, se motiva para vencer a concorrência interna e correr atrás dos melhores resultados;

Leia também: Empreendedorismo: veja obstáculos que dificultam na concretização de ideias

6. Motivar para prospectar

Em um primeiro momento pode não agradar muito os vendedores, mas depois pode se tornar prazeroso. Há vendedores com muitas habilidades, mas sem motivação para fazer a prospecção, por medo de uma possível rejeição, timidez ou qualquer outra razão, assim como todas as atividades em vendas, gera resultados e é essencial para todas as outras atividades. E tudo o que gera resultados traz prazer, conclui Rodrigues.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas