Tamanho do texto

Ao todo, foram vistoriados seis mercados, uma drogaria, uma imobiliária, um parque aquático e uma confeitaria em cidades do Estado do Rio de Janeiro

Brasil Econômico

Procon realizou fiscalizações a pedido do Ministério Público Estadual
Divulgação
Procon realizou fiscalizações a pedido do Ministério Público Estadual

O Procon Estadual vistoriou dez estabelecimentos nesta segunda-feira (11), durante uma nova fase da operação Secos e Molhados. Na fiscalização, foram visitados seis mercados, uma drogaria, uma imobiliária, um parque aquático e uma confeitaria nas cidades do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo e Nova Iguaçu, acarretando em oito autuações e o descarte de aproximadamente 1,27 tonelada de alimentos impróprios para o consumo.

Leia também: MSC é condenada a indenizar passageira que teve pertences jogados ao mar

A padaria Universo do Padeiro, em Nova Iguaçu, concentrou a maioria dos alimentos descartados pelo Procon . No estabelecimento, havia cerca de 1,12 tonelada de alimentos vencidos ou sem informações do prazo de validade, como linguiças, salsichas, mortadela e frutas secas cristalizadas. Além disso, os fiscais constataram a presença de gatos no interior do estabelecimento.

Já no supermercado Vianense, no Rio, havia muito mofo na área das câmaras frigoríficas, chegando até a caixa onde estavam armazenados 28,5 kg de bacalhau mal armazenado. As câmaras tinham pallets de madeira – a legislação exige que os suportes sejam de material lavável – e ferrugem nas estruturas das prateleiras, além de piso quebrado e portas enferrujadas.

Leia também: Decisão de reduzir a Selic foi unânime, informa relatório do Banco Central

A fiscalização no estabelecimento Nando Mercado, em Niterói, foram encontrados frios sendo vendidos com prazo de validade superior ao indicado pelo fabricante. Além disso, a câmara frigorífica estava suja. Os fiscais do Procon deram um prazo de 48 horas para que a limpeza fosse realizada. 

Os fiscais também encontraram alimentos vencidos no Supermercado Intercontinental, no bairro de Bangu, no Rio. No local, foram identificados 820 g de linguiça de pernil vencida, além de outros produtos sem especificação da validade, como 15,2 kg de linguiça de pernil e 2kg e 400 g de peito bovino. A câmara também estava com o piso quebrado.

Leia também: J.Macêdo derruba análise da Proteste com farinha da marca Sol; entenda

No caso do Aquamundi Kart e Diversões Aquáticas, também no Rio, a autuação aconteceu porque, entre outras irregularidades, o estabelecimento proibia a entrada no estabelecimento com comidas e bebidas. Não houve qualquer irregularidade econtrada no Carrefour Manilha, em São Gonçalo, e no Assai, em Niterói. Todos os locais foram fiscalizados pelo Procon a pedido do Ministério Público Estadual, exceto o supermercado Vianense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas