Tamanho do texto

O novo corte na taxa básica de juros, segundo o mercado, deve ser de 1 ponto percentual. Decisão será anunciada pelo Comitê na tarde de quarta-feira (6)

Copom: mercado espera que membros do Comitê decidam pela redução de 1 ponto percentual da taxa Selic
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Copom: mercado espera que membros do Comitê decidam pela redução de 1 ponto percentual da taxa Selic


Durante dois dias – terça-feira (5) e quarta-feira (6) – os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) vão se reunir no Banco Central, em Brasília, para discutir o possível novo valor da taxa básica de juros, a Selic.

Leia também: MPRJ estipula prazo para fim de cobranças indevidas feitas pela Light

O mercado financeiro, consultado para a análise do Boletim Focus, estima que a redução decidida pelo Copom na Selic será de 1 ponto percentual, fazendo com que a taxa de juros passa dos atuais 9,25% ao ano para 8,25%. Outras duas reuniões do Comitê vão ocorrer até o final deste ano – em outubro e dezembro – e a perspectiva é que a taxa básica de juros encerre 2017 em 7,25%.

A assessoria de imprensa do Banco Central informou que a reunião do Comitê terá dinâmica diferenciada nesta semana. A diretoria do BC está com alguns compromissos e isso fará com que a reunião desta terça-feira (5) seja dividida em duas partes. A primeira parte da discussão começou por volta das 9 horas da manhã e devem terminar às 13h.

Hoje, excepcionalmente, a dinâmica da reunião será diferente, por questões de agenda da diretoria do BC, informou a assessoria de imprensa da instituição. A primeira parte da reunião, com análise de mercado, teve inicio às 9h03 e será encerrada por volta das 13h.

Leia também: Lojas do McDonald’s administradas pela Arcos Dourados terão aporte de R$ 1 bi

A reunião que decidirá se a taxa Selic terá redução ou não, será no período da tarde de quarta-feira (6), com previsão de término às 18h. Só após esse horário será informada qual foi à decisão do Comitê de Política Monetária.

Reduções

A taxa Selic vem sendo reduzida desde outubro do ano passado, quando passou de 14,25% para 14% ao ano. Em novembro, houve mais um corte de 0,25 ponto percentual, seguido por reduções de 0,75 ponto percentual em janeiro e em fevereiro. Em abril, o Copom acelerou o ritmo de cortes para 1 ponto percentual. Assim, nas duas últimas reuniões de maio e julho, a Selic também foi reduzida em 1 ponto percentual.

Após a última reunião do Copom, a Selic foi estipulada em 9,25%, sendo que a as instituições financeiras apostam em novos cortes até o final deste ano.  

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Banco Central: economistas elevam projeção do crescimento do PIB para 0,5%

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas