Tamanho do texto

Em 2016, além de registrar o maior lucro da história, com R$ 14,55 bilhões, o FGTS apresentou um Patrimônio Líquido totalizado em R$ 98,17 bilhões

Brasil Econômico

O Fundo de Investimentos do FGTS também bateu recorde em 2016, com lucro de R$ 2,63 bilhões
shutterstock
O Fundo de Investimentos do FGTS também bateu recorde em 2016, com lucro de R$ 2,63 bilhões

O Fundo de Garantia de Tempo e Serviço (FGTS) do ano passado obteve o melhor resultado da história, totalizando R$ 14,55 bilhões. Desse modo, o Patrimônio Líquido do Fundo chegou a R$ 98,17 bilhões. Os números fazem parte do Relatório de Gestão do benefício, que será apresentado nesta terça-feira (22), na reunião do Conselho Curador.

Leia também: Indústria sinaliza confiança com a economia pelo segundo mês seguido, diz IBGE

Vale lembrar que esse mesmo relatório mostrou o resultado da repartição do lucro do ano passado, correspondente à metade do rendimento para os que possuíam contas com saldo em 31 de dezembro, com R$ 7,27 bilhões. A medida, ocasionada pela Lei nº 13.446, de 25 de maio de 2017, fez com que a remuneração dos trabalhadores ultrapassasse a inflação do ano pela primeira vez em nove anos. O último registro onde a correção do FGTS foi menor do que a inflação aconteceu em 2007.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, apontou esses números como resultantes da “gestão responsável” do Conselho Curador - o qual preside - e dos outros órgãos e entidades que geram o recurso. “O resultado de 2016 mostra que estamos administrando com seriedade os recursos do Fundo de Garantia de Tempo e Serviço, o que permite remunerar devidamente os trabalhadores e também disponibilizar crédito para habitação, saneamento e infraestrutura do nosso País”, afirmou Nogueira.

Leia também: Trabalhador que executou venda fictícia para ganhar comissão reverte justa causa

O beneficio é a maior fonte de financiamento em saneamento, habitação e infraestrutura do Brasil. No ano passado, houve a contratação de R$ 81,48 bilhões, onde R$ 80,86 bilhões foram destinados a habitação, principalmente a popular. Já em saneamento e infraestrutura, foram contratados R$ 226,64 milhões e R$ 386,32 milhões, respectivamente.

I-FGTS

Com lucro de R$ 2,63 bilhões, o Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS) também bateu recorde no ano passado. O dinheiro aplicado no FI , para o financiamento de grandes obras de infraestrutura como geração de energia, saneamento, ferrovias, rodovias e portos, apresentou um crescimento anual de 8,3%. O resultado foi considerado o maior rendimento desde 2007, quando a operação foi criada. “Esse número do FI se deve a um trabalho sério de melhorias na governança do recurso. Novas medidas serão tomadas e, com isso, esperamos fazer mais vezes anúncios como esse”, concluiu o ministro.

Leia também: AGU entra com recurso para anular suspensão do aumento de combustíveis