Tamanho do texto

Pesquisa realizada por empresa especializada em comparação de preços apontou que São Paulo concentra a maior procura pelo serviço; entenda

Pesquisa realiza pelo comparador de preços de locação de automóveis Rentcars, apontou crescimento de 19% no número de carros locados no Brasil no primeiro semestre deste ano. No exterior, essa porcentagem é ainda maior, com alta de 97% este ano. A média, segundo a empresa, é de crescimento de 34% em relação ao mesmo período do ano passado.

Leia também: Proteste encontra inseto em amostra de café e pelo de rato em farinha

Locação de automóveis cresceu 19% no primeiro semestre no Brasil; no exterior a alta foi de 97%
shutterstock
Locação de automóveis cresceu 19% no primeiro semestre no Brasil; no exterior a alta foi de 97%


 “Esta primeira edição do levantamento nos mostrou que, apesar das dificuldades macroeconômicas, a procura por locação de automóveis  cresceu, ou seja, o consumidor não deixou de viajar. Por outro lado, esta mesma pessoa não abriu mão de pesquisar as melhores opções, tornando a decisão mais racional ao aliar boas opções, que lhe permite comparar e escolher a que mais se encaixa dentro de sua expectativa, e preço mais baixo”, explicou a diretora comercial da Rentcars,  Vivian Almeida.

Mais procurados

A pesquisa identificou os veículos com maior procura pelos consumidores e identificou  que os que se enquadram na categoria de ‘compacto’ e ‘econômico’, foram os mais procuradores, com índice de locação de 49% e 24%, respectivamente. A categoria de ‘intermediário’ teve 9% de procura e ‘outros’, 17%.

Leia também: INSS: Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas será paga este mês

O levantamento mostra que as preferências de categorias permanecem as mesmas em relação ao período equivalente do ano passado, quando ‘compacto’ respondeu por 53%, ‘econômico, 22%, ‘outros”, 14% e ‘intermediário”, 12%.  Fora do Brasil, o consumidor dá preferencia para categoria ‘outros’, com 49%, seguida por “SUV” e ‘econômico’, ambos com 18%, e ‘intermediário’, com 15%. Em 2016, ‘outros’ (47%) ainda figurava como principal preferência, com ‘econômico’ (20%) na sequência e “SUV” e ‘intermediário’ (17%) empatados.

Cidades

No Brasil, a cidade de São Paulo contabiliza a maior procura para locação, respondendo por 15% da demanda no País no primeiro semestre. Rio de Janeiro vem na sequência com participação de 12%; Porto Alegre tem 10% de participação e Recife, 6%. “Os números apontam oportunidades de crescimento não só na capital paulista, mas, também, no mercado brasileiro”, afirma Vivian.

No exterior, além de Orlando (19%) e Miami (18%), foram destaques no procura por locação de automóveis, as cidades de Lisboa (7%), Fort Lauderdale e Los Angeles (5%) e São Francisco e Las Vegas (3%).

Leia também: Reforma trabalhista: Contratos de trabalho, imposto sindical e danos morais

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo