Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
shutterstock
Dólar opera em alta nesta quarta-feira enquanto acontece a votação da denúncia contra Michel Temer

No dia da votação sobre a investigação das denúncias de corrupção que envolvem o presidente da República, Michel Temer, o dólar anulou a alta na abertura do mercado na manhã desta quarta-feira (2) e fechou em queda de 0,2% cotado a R$ 3,1197 na venda.

Na abertura do mercado na manhã desta quarta, o dólar operou em alta. Por volta das 9h10, a moeda-norte americana apresentava elevação de 0,11%, sendo vendida a R$ 3,1297. A denúncia contra Temer é baseada nas delações dos executivos do grupo JBS.

Leia também: Anatel rejeita plano de recuperação judicial apresentado pela Oi

Votação

A sessão extraordinária no Plenário da Câmara dos Deputados, que analisará a denúncia contra Temer, começou nesta quarta-feira por volta das 9h30, com a presença de 65 deputados na Casa e nove no plenário. Os parlamentares deverão discutir e votar nominalmente o parecer aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), que pede o arquivamento da denúncia.

Os votos serão realizados por chamada nominal. Os parlamentares serão convocados por ordem alfabética, começando pelos deputados de um estado da Região Norte, seguido por deputados de um estado da Região Sul. No final da votação, que deve se estender por todo o dia e após os votos de mais de 342 deputados, o presidente da Câmara anunciará a decisão.

Leia também: Copom avalia que pode manter o ritmo de corte da Selic, confira a análise

Véspera

Na última terça-feira (1), a moeda norte-americana registrou alta de 0,25%, sendo vendida a R$ 3,126. No que diz respeito ao resultado anual, a moeda acumula queda de 3,81% em comparação ao real.

Ainda na terça-feira, foram percebidas leves altas e baixas, também à espera de novas informações sobre o cenário político brasileiro, e sem muitos estímulos para um ajuste eficaz, mesmo após quase chegar a R$ 3,10 na véspera. Por volta das 16h00, a moeda norte-americana subia 0,2%, a R$ 3,1244.

No exterior, o dólar também oscilava levemente, ainda perto das mínimas em 13 meses, ante os pesos chileno e mexicano. Na segunda-feira (31), a moeda norte-americana caiu 0,52%, sendo vendida a R$ 3,1183. No mês de julho, teve redução de 5,87% frente ao real, queda mais acentuada mensalmente em mais de um ano. 

Leia também: Inflação avança em sete capitais na última semana de julho, diz FGV

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários