Tamanho do texto

Para fazer parte do Docway, o profissional deve anexar documentos pessoais e profissionais na área da plataforma direcionada aos médicos; confira

Brasil Econômico

Que cada vez é mais fácil solicitar um serviço via aplicativo, ninguém nega. Já vimos apps que ofertam trabalhos de massagistas, eletricistas e até mesmo de professores particulares. Mas desta vez, o Brasil Econômico apresenta ao leitor o Docway, plataforma que leva o médico até o paciente.

Leia também: YouTube é acessado por 95% dos usuários de internet no Brasil

Disponível para Android e iOS, o aplicativo atualmente conta com a avaliação de 3,2 estrelas na Google Store
Standard/shutterstock
Disponível para Android e iOS, o aplicativo atualmente conta com a avaliação de 3,2 estrelas na Google Store

Com a proposta de resgatar os princípios da medicina humanizada, a startup oferece um banco de dados de médicos disponíveis na sua região, e como nos apps de transporte, o profissional decide se aceita ou não a demanda que deve ser agendada e paga via cartão de crédito, dentro do próprio aplicativo .

De acordo com a descrição da plataforma, o paciente pode chamar o médico em sua casa ou no local de sua preferência e escolher o especialista de acordo com o seu perfil, biografia e preço de consulta. Vale ressaltar que o profissional terá a sua disposição um prontuário digital em que poderá salvar as informações de seus pacientes.

Da mesma forma que o médico tem um perfil cadastrado, o paciente também deve fazer o seu com todas as suas consultas e atendimentos, além de registrar um sub-perfil para cada integrante da família, caso ache necessário.

Leia também: Projeto sofre atraso e Facebook lançará séries originais em agosto, diz site

Profissionais

Para fazer parte do Docway, o profissional deve anexar documentos pessoais e profissionais na área da plataforma direcionada aos médicos. Com a liberação, o mesmo recebe um treinamento para atender o paciente à domicílio .

Docway

A startup fundada em Curitiba, Paraná, atualmente atende mais de 145 cidades, entre elas grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro e possui mais de 80 mil pacientes cadastrados, além de mais de 2 mil médicos disponíveis.

Disponível para Android e iOS, o aplicativo atualmente conta com a avaliação de 3,2 estrelas na Google Store. Nos comentários, os usuários alegam a falha de comandos, como no agendamento de consulta e na hora de procurar especialistas.

Leia também: Google decide transformar YouTube Red e Play Music em um único serviço

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.