Tamanho do texto

Concessões em Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Florianópolis mostram o esforço de modernização feito pelo governo, afirmou Michel Temer; veja

Brasil Econômico

O presidente Michel Temer e ministros durante cerimônia de anúncio das novas concessões de aeroportos nesta quinta-feira (27)
Antonio Cruz/Agência Brasil
O presidente Michel Temer e ministros durante cerimônia de anúncio das novas concessões de aeroportos nesta quinta-feira (27)



As concessões dos aeroportos de Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Florianópolis vão render aos cofres públicos R$ 1,4 bilhão, montante esse que será pago à vista após a assinatura do contrato. Isso ocorrera nesta sexta-feira (28) na sede da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Leia também: FGTS: saque pode ser feito até 2018 caso a ausência no dia 31 seja comprovada

Durante a cerimônia que anunciou os novos negócios o presidente, Michel Temer , afirmou que as concessões mostram empenho de sua equipe em melhorar o País. "Essa cerimônia mostra o esforço de modernização do governo para colocar o Brasil no século 21. As concessões desses aeroportos são as primeiras já dentro do novo modelo de concessão, que é mais racional, mais previsível e mais seguro”, disse Temer.

Na cerimônia o governo afirmou que vai arrecadar, com outorgas, R$ 3,7 bilhões. Os grupos que farão parte da concessão vão pagar ao governo à vista, 25% do valor mínimo da outorga mais o ágil ofertado, o que totaliza os R$ 1,4 bilhão. Os prazos dos contratos de concessão são de 30 anos, exceto o aeroporto de Porto Alegre, que é de 25 anos. Os contratos podem ser prorrogados por mais cinco anos.  

Leia também: Entidades divergem quanto a redução da Selic em 1 ponto percentual

Investimentos

Os quatro terminais vão receber investimento de R$ 6,6 bilhões e serão utilizados na ampliação de terminais de passageiros, dos pátios das aeronaves e dos estacionamentos dos aeroportos . Vale ressaltar que na concessão de Salvador, foi exigida a construção de nova pista para pouso e decolagens, e em Florianópolis, a concessionária responsável terá de construir um novo terminal de passageiros e um estacionamento.

Dados do Ministério dos Transportes , Portos e Aviação Civil mostram que os quatro terminais que foram cedidos a concessões nesta quinta-feira (18) respondem por 11,6% dos passageiros que circulam no país, por 12,6% das cargas e por 8,6% das aeronaves do tráfego aéreo brasileiro.  Além dos investimentos já mencionados, foi acertado entre as partes melhorias imediatas nos terminais, como revitalização e atualização de sinalizações e de sistema de iluminação, oferta de internet gratuita de alta velocidade, além de melhorias de banheiros e fraldários, sistemas de climatização, escadas e esteiras rolantes.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Ex-funcionário do McDonald's denuncia falta de limpeza nas máquinas de sorvetes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.