Tamanho do texto

Resultado diz respeito ao faturamento do primeiro semestre em comparação com o mesmo período do ano passado; vendas registraram aumento de 2,4%

Indústria de máquinas e equipamentos teve um crescimento de 6.8% nas exportações em junho
Reprodução
Indústria de máquinas e equipamentos teve um crescimento de 6.8% nas exportações em junho

A indústria de máquinas e equipamentos registrou queda de 21,9% no faturamento. O levantamento considera os resultados primeiro semestre deste ano em comparação com o que havia sido obtido no mesmo período do ano passado.

Leia também: Justiça derruba liminar e alta nos preços dos combustíveis será mantida

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (26) pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Na comparação com junho de 2016, a queda foi 44,2%. “É a 12º queda consecutiva neste tipo de comparação e a mais intensa devido às importações ocorridas em junho de 2016 pela Companhia Siderúrgica do Pecém, no valor de US$ 800 milhões, que elevou fortemente a base de comparação”, informou a Abimaq.

Na comparação com mês de maio, houve crescimento de 5%, o que totalizou R$ 7,291 bilhões. Para a entidade, o crescimento de 5%, somados aos 17,6% de maio, não foram suficientes para reverter a queda de 23,3% sofrida em abril deste ano.

Vendas

Foi registrado um ligeiro crescimento de 2,4% nas vendas em junho. Na comparação com o mesmo período de 2016, a receita líquida voltou a apresentar resultado negativo (-2,5 %) após uma sequência de 25 quedas consecutivas ter sido interrompida em maio deste ano.

Leia também: AGU diz que aumento dos impostos nos combustíveis é constitucional

Considerando o acumulado entre os meses de janeiro a junho, as vendas registraram queda de 6,7%, puxada principalmente pela valorização do real, que influenciou cerca de 40% da receita direcionada ao mercado externo. No mercado interno, o setor registrou ligeira estabilidade no primeiro semestre deste ano.

Emprego

No que diz respeito ao nível de emprego no setor de indústria de máquianas, foi registrada em junho uma queda de 0,2% em relação a maio e encerrou o mês com 290,8 mil pessoas empregadas no setor. Na comparação interanual, houve redução de 15,3 mil postos de trabalho, com queda de 5,6%, a 42ª consecutiva.

Exportações e importações

As exportações do setor em junho registraram crescimento de 6,8% frente ao mês de maio. No primeiro semestre, a indústria do setor conseguiu acumular um crescimento de 2,3% nas suas exportações .

Leia também: Copom reduz taxa Selic em 1 ponto percentual; sétima redução consecutiva

Já as importações apresentaram um crescimento total de 10% no mês de junho. O aumento teve destaque nos setores de infraestrutura e indústria de base (35,1%) e máquinas para logística e construção civil (36,3%).

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.