Tamanho do texto

A fonte que mais gerou recursos em termos absolutos foi obtida através da previdência, com R$31,82 bilhões - valor 1,24% superior, em termos reais

Brasil Econômico

 Receita Federal : valor arrecadado foi de R$ 648,584 bilhões entre janeiro e junho deste ano
iStock
Receita Federal : valor arrecadado foi de R$ 648,584 bilhões entre janeiro e junho deste ano

Informações divulgadas nesta quarta-feira (19) em Brasília, pela Receita Federal, apontam que a a rrecadação de impostos e contribuições federais foi de R$ 104,1 bilhões no mês de junho. O resultado evidenciou um crescimento de 3% se levado em consideração o mesmo período do ano passado.

Leia também: Família encontra cateter em pote de sorvete e terá de fazer exames de HIV

Entre um período de janeiro e junho deste ano, a Receita Federal expôs que o valor arrecadado foi de R$ 648,584 bilhões, alta de 0,77% se comparado ao mesmo intervalo de 2016.

Técnicos afirmam que esse crescimento é real, já sendo descontado a inflação do período, apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Se consideradas somente as receitas administradas pela Receita, excluindo outros órgãos, o valor arrecadado em junho é de R$ 102,322 bilhões, ou seja, 3,17% maior que o de maio do ano passado, também descontando a inflação.

No acumulado de ano, o valor arrecadado apenas pela Receita totalizou R$ 630,807 bilhões. Em termos absolutos, esse resultado é ainda maior: R$ 606 bilhões arrecadados entre janeiro e junho do ano passado. Com a inflação do período, o resultado fica negativo, em 0,2%.

O tributo que apresentou maior percentual de crescimento foi o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ficando em 20,65% se comparado a junho de 2016, em R$ 2,86 bilhões ante R$ 2,37 bilhões. Já a arrecadação via Imposto de Renda apresentou alta de 9,45%, chegando a R$8,4 bilhões.

Leia também: Mercado de cosméticos: veja os diferenciais oferecidos por marcas sustentáveis

“Isso se deve à participação do setor público na fonte”, afirmou o chefe do Centro de Estudos Tributários da Receita Federal, Claudemir Malaquias, após anunciar os dados.

Previdência

A fonte que mais gerou recursos em termos absolutos foi a previdência, com R$31,82 bilhões - valor 1,24% superior, em termos reais, do que o registrado em junho do ano passado.

O programa de repatriação de recursos no exterior fez com que a arrecadação de rendimentos via Imposto de Renda de residentes em outros países apresentasse o maior crescimento no acumulado do ano, com acréscimo de 10,06%, descontando a inflação. O total arrecadado foi de R$13,19 bilhões.

Segundo as informações disponibilizadas pela Receita Federal, ainda no acumulado entre janeiro e junho de 2017, a receita previdenciária foi a fonte que mais apresentou recursos, com R$ 188,618 bilhões. O valor mostra uma queda real de 0,49% ante a arrecadação de R$ 189,547 bilhões no mesmo período de 2016.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Índice que reajusta preço do aluguel registra deflação de 0,71%, diz FGV

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.