Tamanho do texto

O caso ocorreu em uma cidade de Quebéc, no Canadá e chocou a todos. Agora família terá de fazer exames periódicos de HIV, hepatite A, B e C

É muito comum familiares se reunirem para celebrar a chegada de um bebê e não foi diferente com a família Christofferson que mora em Quebec, no Canadá.  O que era para ser momentos de alegria regados a muito sorvete se tornou uma grande preocupação, já que foi encontrado um cateter no pote que foi servido à família. As informações são da CBC News.

Leia também: Mercado de cosméticos: veja os diferenciais oferecidos por marcas sustentáveis

Sorvete com cateter; família do Canadá terá de fazer exames periódicos de HIV e Hepatite, A, B e C
Reprodução/CBC News
Sorvete com cateter; família do Canadá terá de fazer exames periódicos de HIV e Hepatite, A, B e C


Segundo Carole-Anne Christofferson, consumidora que relatou o ocorrido, ele comprou um pote de sorvete da marca Coaticook, sabor nozes pecam com chocolate e caramelo, em um dos supermercados de Trois-Rivières, em Quebec. Ela abriu o pote e começou a servir a sobremesas as pessoas que ali estavam.

Três de seus familiares já estavam comendo o doce quando o seu avô, ao colocar uma colher na boca sentiu um objeto estranho e duro. Ao retirá-lo, foi possível identificar ser um cateter . O objeto, que pode ser um tubo ou sonda, é utilizado em hospitais e tem contato direto com o sangue, logo, pode ser transmissor de diversas doenças.

O que mais chocou o avô, que encontrou ou objeto, foi ter percebido um conteúdo escuro no objeto, que ninguém soube informar se era caramelo ou sangue. Segundo a consumidora, seu avô está em choque e tem evitado tocar no assunto, já que agora todos os que comeram o doce terão de passar por exames de sangue para descartar doenças.

Leia também: Medicamentos: Proteste lista cinco dicas para consumidor economizar na compra

Entre as doenças que terão de ser verificadas estão o vírus HIV (Aids), hepatite A, B e C . O aconselhamento foi feito por um médico, que foi contatado via telefone pela família após encontrar o cateter no alimento. Carole-Anne, entrou em contato com a indústria responsável pela produção do sorvete e a mesma informou ser a primeira vez que recebe reclamação deste tipo.

Resposta da empresa

A Coaticook informou também que, por meio do lote de fabricação, conseguirá verificar o ocorrido e que vai apurar possíveis irregularidades ao analisar os vídeos das câmeras de segurança, instaladas na área de produção. “Nós temos inúmeros controles internos aqui e na produção de comida em geral. Ter algo deste gênero acontecendo com uma comida não é normal”, disse Jean Provencher, proprietário da marca ao CBC News. Também foi ressaltado pelo dono da marca que os alimentos produzidos por eles são seguros e próprios para o consumo. 

Após a denúncia sobre o objeto encontrado no sorvete da marca, foi informado que representantes da  Canadian Food Inspection Agency fariam uma inspeção na fábrica da Coaticook para investigar o incidente.

Leia também: Educação financeira: veja oito conceitos para ensinar às crianças

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.