Tamanho do texto

Iniciativa visa educar e otimizar o mercado passando informação rica e grátis

Em meio à crise econômica vivida pelo Brasil nos últimos anos, poucos foram os setores que conseguiram ter gás para sobreviver de forma eficaz. O e-commerce brasileiro foi um deles, composto por um número grande de operações de pequeno e médio porte, a área precisa se profissionalizar para aproveitar o boom.

E-commerce Radar traz todos os resultados do mercado no Brasil
Divulgação/Atlas
E-commerce Radar traz todos os resultados do mercado no Brasil

Foi pensando em educar e otimizar o mercado que nasceu o E-commerce Radar, o estudo mais completo sobre o comércio eletrônico brasileiro . O foco do projeto é a divulgação de dados e informações práticas para auxiliar no crescimento do mercado de forma gratuita.

O levantamento mostra os resultados consolidados do primeiro semestre de 2017, buscando trazer um entendimento sobre as variáveis que influenciaram tal desempenho e traçar os caminhos uma evolução no setor no próximo semestre.  Além disso, disponibiliza uma série de indicadores que podem ser usados para identificar oportunidades de crescimento, aumento de vendas e otimização do retorno sobre os investimentos feitos.

"Parte da missão do Atlas é educar o mercado de e-commerce. A maioria dos profissionais da área desconhece aspectos importantes desse mercado. Eles precisam lidar com áreas distintas como vendas, marketing, atendimento ao cliente, logística e financeiro. O objetivo do Atlas é mostrar o caminho do crescimento e facilitar o trabalho desses profissionais", afirma Weverton Guedes, um dos criadores do Atlas.

Leia também: Ferramenta gratuita ajuda pequeno empresário na gestão de lojas virtuais

O estudo conta com o apoio de grandes nomes da área como ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), Conta Azul, NeoAssist, Rock Content. Grandes profissionais de e-commerce também participaram da iniciativa para auxiliar o leitor na interpretação das informações.

"Não há dúvidas que o e-commerce continua em alta no gosto dos brasileiros. Mesmo em cenário de crise, o mercado cresce e se desenvolve, graças à percepção do consumidor de que comprar online é mais barato, mais cômodo e tem mais variedade de produtos. O maior desafio para as lojas virtuais brasileiras continua sendo na parte operacional. Logística, tributos e fraudes estão incluídas aí. O surgimento de novas ferramentas e inovações na área de análise de riscos e prevenção a fraudes, vem barateando o custo de processamento dos pedidos e deixando os lojistas um pouco mais seguros," revela Maurício Salvador
Presidente da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

Atráves do E-commerce Radar, qualquer empresário pode ter acesso a informações como: 

• Qual é o perfil dos consumidores brasileiros geral e por categoria

• Qual é o desempenho de conversão e representação de vendas dos estados e principais cidades

• Como está o desempenho de navegação dos e-commerces 

• Qual é a participação dos dispositivos móveis e qual sua efetividade geral e por categoria

• Qual é a taxa de abandono de carrinho por categoria 

• Como estão os indicadores de itens por pedido e ticket médio 

• Quais as principais origens de tráfego e vendas

• Qual é a representação em vendas dos dispositivos por origem de tráfego

• Quais são as principais for mas de pagamento

• O quanto as campanhas de frete grátis representam do todo

O Especialista em atendimento ao consumidor e CEO da NeoAssist, Albert Deweik frisa sempre que:  "Abandono de carrinho é um pesadelo para qualquer tipo de e-commerce. O que muita gente ainda não entendeu é que um bom atendimento pode reverter esse jogo. Disponibilizar informações por meio de um atendimento automático ou chatbots é um passo importante e que pode diminuir suas taxas de abandono.". De acordo com o levantamento, mais de 82% dos carrinhos gerados no e-commerce brasileiro são abandonados, o que destaca grande margem para melhorias.

O levantamento também traz dados que auxiliam ao cliente de forma pontual. De acordo com o E-commerce Radar, com o aumento da penetração de smartphones, a parcela de compras por dispositivos móveis cresceu de 22% para 31% entre 2016 e o 1º semestre de 2017. Além disso, os dados também mostram que e-commerce brasileiro é muito dependente das buscas do Google para conquistar clientes. 52% das transações online acontecem após uma busca no Google.

Para ter acesso a todos os dados do estudo clique aqui e conheça todo levantamento feito de forma gratuita pelo Atlas.

O que é o Atlas?

O Atlas é uma solução de inteligência para e-commerce, que busca auxiliar as lojas virtuais
brasileiras a alavancar resultados por meio do uso eficiente da análise de dados. Com uma ferramenta 100% gratuita, possui a maior base de dados de e-commerce com o nível de detalhe apresentado nesse estudo. Hoje, o Atlas contam com mais de 700 clientes em todo o Brasil, entre eles nomes como Copel Colchôes, Farma 22 e Compredeboa.

"O Atlas vai de encontro com a nova economia do compartilhamento: fornecer dados para receber insights. Com a ferramenta consigo ter uma visão rápida e gerencial das vendas na plataforma frente a dados do Analytics. Além disso, o Atlas oferece benchmark da minha categoria. Isso sem dúvidas é um grande diferencial!", afirma Hygor Major responsável pelo e-commerce Farma22.

Saiba mais sobre esta ferramenta acessando o site: www.neoatlas.com.br

    Leia tudo sobre: inovação
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.