Tamanho do texto

Companhia quer se desfazer de participação na Vigor Alimentos e de duas subsidiárias localizadas no exterior; objetivo é recuperar as contas internas

Brasil Econômico

A JBS, maior processadora de carnes do mundo, anunciou nesta terça-feira (20) um programa de desinvestimentos que prevê a venda de R$ 6 bilhões em ativos. O objetivo da companhia é se desfazer da participação acionária de 19,2% na empresa do setor de laticínios Vigor Alimentos S.A. e de duas subsidiárias no exterior. A primeira delas é a Moy Park, do setor de processamento de alimentos, localizada na Irlanda do Norte.

Leia também: Receita Federal alerta para golpe que pede atualização dos seus dados cadastrais

Com 13 unidades de processamento em Irlanda, Irlanda do Norte, Inglaterra, França e Holanda, a subsidiária da JBS  afirma ser responsável por fornecer 25% do frango consumido na Europa Ocidental. A outra é a Five Rivers Cattle Feeding, de confinamento de gado com capacidade combinada de confinar mais de um milhão de cabeças de gado em unidades no Colorado, Kansas, Oklahoma, Texas, Arizona, Idaho e na província de Alberta, no Canadá.

Valor projetado pela JBS deverá se juntar a R$ 1 bilhão de venda de operações na Argentina, no Paraguai e no Uruguai
Divulgação
Valor projetado pela JBS deverá se juntar a R$ 1 bilhão de venda de operações na Argentina, no Paraguai e no Uruguai

Leia também: Arrecadação cai 0,96% em maio e aumenta no acumulado de cinco meses

O plano de desinvestimento também prevê a venda de fazendas da companhia. O novo plano ainda precisa ser aprovado pelo Conselho de Administração do BNDESPar, braço do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que investe na compra de ações de empresas.

Em comunicado, a companhia afirmou que a decisão tem como objetivo recuperar as contas internas após o acordo de delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista com o Ministério Público Federal. No depoimento, os executivos fizeram revelações envolvendo diversos políticos, inclusive o presidente Michel Temer.

"O programa de desinvestimento visa à redução do endividamento líquido e consequentemente a desalavancagem, fortalecendo a estrutura financeira da companhia", informou a empresa em nota. A empresa também prevê a injeção de novas quantias com a venda das operações na Argentina, no Paraguai e no Uruguai realizada no início deste mês.

Leia também: Funcionária receberá indenização após ter pausa para amamentação negada

A operação com a Minerva, segunda maior companhia de carne bovina no Brasil rendeu US$ 300 milhões, o equivalente a R$ 983 milhões. Em nota, a JBS afirmou que a administração da empresa divulgará ao mercado nos temos da legislação aplicável os fatos sobre o programa de desinvestimentos que sejam considerados relevantes.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.