Tamanho do texto

Negociação entre sindicato, montadora a trabalhadores resultou em PLR de R$ 14 mil com primeira parcela paga ainda neste mês de junho; leia mais

Brasil Econômico

PLR para funcionários da GM de São José dos Campos será de R$ 14 mil
shutterstock
PLR para funcionários da GM de São José dos Campos será de R$ 14 mil


Os metalúrgicos que entregam a equipe da General Motors , na unidade de São José dos Campos, interior de São Paulo, aprovam em assembleia o valor da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O acordo foi firmado na tarde desta quarta-feira (14) por unanimidade pelos trabalhadores da montadora.

Leia também: TST: Telefônica é condenada por restringir uso dos sanitários a funcionária

O anuncio foi feito pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e o valor acordado entre as partes para o pagamento da PLR foi de R$ 14.458 caso os metalúrgicos batam a meta de produção, que é de 49 mil automóveis. Caso os colaboradores superem a meta estipulada, o valor a ser pago de benefício será de R$ 18 mil.

O acordo firmado em 2016 previa R$ 14.100 para 100% das metas, informou o Sindicato por meio de nota oficial. Os metalúrgicos vão receber, de forma antecipada, R$ 9 mil, valor esse a ser pago ainda neste mês de junho, e segundo conta feita pelos representantes da categoria podem injetar R$ 45 milhões na economia local.

 “O valor final da segunda parcela será objeto de nova negociação, em setembro, entre Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, filiado à CSP-Conlutas, e a GM”, informou o sindicato.

Todos os metalúrgicos da GM de São José dos Campos receberão a mesma PLR, inclusive aqueles que estão em layoff com contratro de trabalho suspenso. Ao todo, a montadora possui cerca de 5.000 funcionários no complexo local.

Leia também: Empreendedorismo: veja histórias de quem já faliu e hoje fatura milhões

Outras plantas

O valor acertado para os funcionários de São José dos Campos, chamou atenção dos colaboradores das demais plantas da General Motors no País. As negociações das unidades de São Caetano, Gravataí, Mogi das Cruzes e Sorocaba, vão receber valores abaixo, sendo que esses profissionais são representados por sindicatos filiados à Força Sindical.

Em São Caetano, os metalúrgicos receberão R$ 1 mil. Nos próximos dois anos, será aplicado apenas um reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em Gravataí, o acordo já definiu o valor do benefício de 2017 é de R$ 11mil , 2018  será de R$ 11.500  e 2019 (R$ 12.750. Em Mogi das Cruzes e Sorocaba, a GM simplesmente congelou a Participação nos Lucros e Resultados  2016. A Volkswagen também negociou uma PLR rebaixada, no valor de R$ 11.800.

“No momento em que as montadoras estão rebaixando a PLR de seus trabalhadores por todo o país, os metalúrgicos de São José dos Campos pressionaram a GM e conseguiram um acordo superior a todas as outras plantas. O Sindicato conduziu as negociações amparado na tradição de luta da categoria e chegou a esse resultado vitorioso”, afirma o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.

Leia também: Funcionária receberá R$ 5 mil após sofrer agressões físicas, determina TRT