Tamanho do texto

Sobre a receita líquida do Governo Federal a estimativa se manteve a mesma em relação ao ano passado, com o valor de R$ 1,144 trilhão; confira aqui

Brasil Econômico

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda , com base em projeções do mercado financeiro, elaborou a pesquisa Prisma Fiscal em que foi constatado diminuição do deficit primário do Governo Federal de R$ 148,036 bilhões – valor divulgado em maio – para R$ 142,051 bilhões.

Leia também: Mercado financeiro reduz projeção da inflação para 3,71%, diz Banco Central

Além do deficit, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda também registrou recuos nas projeções de receita líquida entre os meses de abril e maio, confira
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Além do deficit, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda também registrou recuos nas projeções de receita líquida entre os meses de abril e maio, confira

Ainda assim, as instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Fazenda estipulam que o Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – formadores do Governo Central – tiveram a meta de deficit superada perseguida pelo governo, de R$ 139 bilhões.

Projeção

Em relação a 2018, a pesquisa feita em maio pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda sinaliza queda do mercado financeiro  será de R$ 125,124 bilhões, número que atualmente chega aos R$ 127,446 bilhões.

Leia também: Acusado de furto que não aconteceu, funcionário receberá R$ 5 mil de indenização

Em relação às arrecadações das receitas federais, as estimativas subiram de R$ 1,341 trilhão para R$ 1,345 trilhão. Já para o ano que vem, a projeção também apontou para crescimento, uma vez que passou de R$ 1,442 trilhão e agora beira ao R$ 1,451 trilhão.

Sobre a receita líquida do Governo Federal a estimativa se manteve em relação ao ano passado, em R$ 1,144 trilhão. De acordo com a divulgação, a despesa total do Governo Central passou de R$ 1,294 trilhão para R$ 1,290 trilhão.

Em abril

A pesquisa Prima Fiscal elaborada mensalmente estimou em abril a projeção do deficit no valor de R$ 147,049 bilhões, também acima do valor esperado pelo governo. Em relação às arrecadações federais, em abril o valor era de R$ 1,344 trilhão, ou seja, menor do que o resultado posterior, obtido em maio, que ficou em R$ 1,341 trilhão.

Além do deficit, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda também registrou recuos nas projeções de receita líquida entre os meses de abril e maio, uma vez que passou de R$ 1,233 trilhão para R$ 1,228 trilhão.

Leia também: Mercado financeiro projeta deficit maior que o projetado pelo governo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.