Tamanho do texto

Segundo estudo, grande parte das companhias em todo o mundo não conseguem preencher vagas por não encontrar profissionais adequados

Especialista explica que empresa quer apenas pagar salário do profissional, e não investir em sua qualificação
shutterstock
Especialista explica que empresa quer apenas pagar salário do profissional, e não investir em sua qualificação

Grande parte das pessoas imagina que, em tempos de crise econômica, os empregadores escolhem enxugar as equipes, fazendo com que o desemprego aumente por conta disso. Existem, no entanto, outras causas que levam à falta de colocação no mercado de trabalho, como a falta de qualificação dos candidatos.

Leia também: Metade dos pequenos empreendedores brasileiros tem ensino superior

De acordo com levantamento da Korn Ferry, empresa de recrutamento, muitas companhias não conseguem encontrar profissionais com qualificação  para os cargos disponíveis. A pesquisa usou como amostra mil gestores da área de “aquisição de talentos” em 68 países, incluindo o Brasil.

A pesquisa mostra que, na média mundial, 54% dos respondentes apontam que está mais difícil encontrar a pessoa certa para o cargo agora do que há cinco anos. No Brasil, esse número cai para 48%. Mesmo assim, ainda é praticamente a metade.

A psicóloga especialista em orientação profissional da ProCarreira, Cristina Quadrado Frisina, afirma que esse fenômeno é resultado de diferentes expectativas entre empresas e funcionários no que diz respeito à reponsabilidade quanto ao desenvolvimento das competências exigidas.

"O funcionário espera que o empregador ofereça um plano de carreira e de qualificação que o leve aos cargos de chefia em pouco tempo. O empregador, por sua vez, acredita que basta pagar o salário para exigir que o funcionário se adapte perfeitamente ao DNA da empresa, seja proativo e apresente os resultados esperados", observa.

Leia também: Veja cinco motivos para você abrir uma empresa o mais rápido possível

A retenção de talentos é uma das principais vantagens competitivas das empresas. Quanto mais estratégico é o papel deste profissional, mais raro é encontrar a pessoa certa para a função. Então, como a pessoa pode tornar-se esse “talento” tão disputado no mercado de trabalho? A psicóloga listou algumas dicas para aumentar as chances de êxito nesse objetivo. Confira: 

1) Networking é essencial

Procure sempre manter contato com sua rede social e estabelecer um bom vínculo com clientes. Tente enviar e-mails para pessoas que não vê ultimamente. Quem não é visto, não é lembrado.

Leia também: Saiba como abrir um e-commerce com investimento de apenas R$ 1 mil

2) Avalie seu valor

Esta questão é importante mesmo que você esteja empregado. Procure sempre entender o seu valor de mercado. Ter uma ideia exata de seu grau de empregabilidade lhe trará maior confiança para administrar sua carreira dentro ou fora da empresa .

3) Qualifique-se sempre

O profissional de hoje deve ser sempre um “eterno aprendiz”, pronto para absorver experiências e desenvolver novas habilidades para sua qualificação. Isso vai o ajudar a se manter sempre no mercado de trabalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas