Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
Shutterstock
Mesmo com a dificuldade em manter startup e conquistar clientes, empreendedorismo é cada vez mais comum no Brasil

Uma das questões mais recorrentes aos novos empreendedores é o tempo que uma startup leva para conseguir uma base sólida de cem clientes. É claro que esta questão depende de uma série de fatores, como mercado de atuação e o tipo de negócio, variando, portanto de empresa para empresa. Apesar disso, é possível calcular um período médio com base na experiência de algumas companhias.

Leia também: Quer migrar da loja física para o e-commerce sem prejuízo? Veja como

De acordo com Patrick Negri, CEO e cofundador da Iugu, são necessários cerca de 6 a 14 meses para que as empresas de SaaS B2B (startups que cobram mensalidades ou anuidades para oferecer um software online) alcance estes números. A média é de 11 meses, com fluxo em torno de nove clientes por mês. O levantamento, realizado por Negri e Marcelo Paez, seu sócio, considera dados anônimos de 500 companhias que trabalham neste modelo.

Dessa forma, um fenômeno que costuma acontecer no Brasil é que a maior parte das startups nunca chega a alcançar marca dos cem clientes. Ao cruzar as informações da pesquisa com outros estudos sobre o mercado, os sócios verificaram que a cada 3 mil startups brasileiras, apenas 135 (4,5%) conquistam os centésimo consumidor pagante.

Leia também: Busca por crédito consignado quase dobra no primeiro trimestre, aponta estudo

Apesar da dificuldade em manter uma startup, empreender tem se tornado algo cada vez mais comum no Brasil. Visto que o desemprego já atingiu mais de 13 milhões de pessoas em todo o País, ter um negócio próprio tornou-se uma alternativa. Uma pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor feita pelo Sebrae mostrou que, atualmente, quatro em cada dez brasileiros são donos de um negócio ou estão envolvidos na formação de uma empresa.

A regulamentação da figura do investidor-anjo pela Lei Complementar nº 155, que passou a vigorar no início de janeiro, ajudou a criar um ambiente favorável à criação das startups no País. A Associação Brasileira de Startups (ABStartups), por exemplo, já registra mais de 4 mil empresas em sua base.

Leia também: Saiba como empreendedor pode aumentar as vendas no Dia dos Namorados

Um mercado que apresenta excelentes oportunidades para a criação de startups é o de tecnologia. Empresas que ofereçam ferramentas e serviços inovadores podem se destacar e conquistar muitos clientes. "Ao abrir uma empresa, lembre-se de que isso é uma maratona, e não uma corrida. Chega ao final quem tiver fôlego, e não necessariamente quem tentar ser o mais rápido", finaliza Negri.


    Leia tudo sobre: Inovação

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários